03/02/18
Allfaces comemora 40 anos em 2018
Um dos blocos de carnaval mais queridos de Itaúna, o Allfaces, completa quatro décadas de fundação este ano.
O bloco, que nasceu com um trio elétrico, foi formado na década de 70, por um grupo de amigos acostumado a se unir para participar das gincanas promovidas pela Secretaria de Cultura de Itaúna, no evento "Itaúna em Festa".
A partir dessa união, que incluía também o lado boêmio e farras naturais da idade, jovens na faixa dos 17 a 22 anos, resolvem participar do carnaval de Itaúna, mas de uma forma diferente e descontraída. A cidade contava com um carnaval forte nos clubes e um desfile de rua exuberante com a presença das escolas de samba do Clube dos Zulus, Unidos da Ponte, Pães e Castores, além dos blocos caricatos diversos e tradicionais.
A opção do trio elétrico surgiu principalmente pela influência do carnaval baiano que começava a repercutir em algumas regiões do país. Mesmo assim, pouca gente tinha ouvido falar na novidade do trio elétrico, através da divulgação das músicas compostas por Moraes Moreira e Caetano Veloso.
E foi no embalo dessas composições, como "Bloco do Prazer" e "Chão de Praça", entre outras, que o trio elétrico Allfaces subiu pela primeira vez a rua Silva Jardim, no carnaval de 1.978, para surpresa e admiração de muitos, que tiveram o primeiro contato com esse estilo de carnaval.
Os jovens Ricardo Rabello, Carlos Frederico Aquino, Américo Aquino, Eduardo Aquino (in memoriam), Ricardo Magalhães de Andrade, José Adalardo Beluco, Vinicius Regal, Heriks Nogueira, Adalberto Tavares, Carlos Roberto de Oliveira e Souza, Antônio Celso Beluco, Rogério Rabello, Aguinaldo Viana,Dênio Parreiras, Márcio Flávio Souza, Eduardo Andrade, Júlio César Santos, Mério Alves Silveira, Ricarte Corradi, Geraldo Márcio e vários outros amigos, conseguiram assim formar e dar continuidade ao primeiro trio Elétrico de Itaúna e toda a região.
 
O Allfaces não poderia deixar essa história terminar.
No ano de 2009, o bloco retornou com a Kombi elétrica e saiu pelas ruas, na tarde do sábado de carnaval, de maneira informal e sem trajeto estabelecido, puxando seus foliões. Em 2.010, esse desfile se repetiu , com muita gente já querendo sair junto, ensaiando a volta oficial e incendiando a expectativa dos antigos foliões pela volta do trio elétrico, para o ano seguinte.
Em 2011 o bloco voltou de forma oficial e logo no primeiro dia de desfile, no sábado de carnaval, uma chuva torrencial caiu e os participantes então fizeram uma das maiores demonstrações de amor ao Allfaces, reunindo cada vez mais gente, formando uma multidão na chuva, em grande alegria pelo retorno do bloco.
Em 2012 e 2013 se repetiu a magia do trio, com cada vez mais foliões, juntando gerações, pais e filhos em um só ideal: a alegria de brincar no bloco.
Em 2014, o Bloco saiu com o trio elétrico próprio, música com banda ao vivo e a participação de 1.800 componentes, sempre no horário tradicional de 7 horas da noite, no sábado e na segunda feira de carnaval. Em 2015, 2016 e 2017 o Bloco trouxe banda própria e Deisy Carvalho arrasando a Avenida Jove Soares.
A diretoria do Allfaces agradece à cidade pelo acolhimento: "Obrigado Itaúna por este sucesso enorme e esta história maravilhosa que pertence a todos nós,"Alffaceanos" de ontem e de hoje que amamos o carnaval e esta cidade. Vamos comemorar os 40 anos do Allfaces, no carnaval 2018, com os abadás limitados a 2.000 foliões fazendo sempre o mais gostoso carnaval, na atmosfera incrível do bloco, balançando o chão da avenida e o coração da cidade".