03/06/17
Adiado para novembro o fim do sinal analógico de televisão em Itaúna
  O Ministério da Ciência, Tecnologias, Inovações e Comunicações (MCTIC) anunciou nesta segunda, 29 de maio, por meio do Diário Oficial da União, o adiamento do desligamento do sinal analógico de TV em Belo Horizonte e mais 38 cidades do estado. A data agendada inicialmente, para 26 de junho, passou para o dia 8 de novembro.
A justificativa apresentada pelo ministro Gilberto Kassab (PSD) é que as emissoras de TV estão encontrando dificuldades técnicas para a implantação das estações digitais. A readequação no calendário de desligamento, em algumas cidades, atende o pedido do Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired). Para digitalizar o sinal é necessária a instalação do conversor e da antena externa.
Outros municípios do país também tiveram o prazo para mudança prorrogado. São eles: Fortaleza (CE), Juazeiro do Norte (PE), Sobral (CE), Salvador (BA), Campinas (SP), Franca (SP), Ribeirão Preto (SP), Santos (SP) e Vale do Paraíba (SP).
Em Minas Gerais as demais cidades que tiveram o desligamento alterado foram: Araçaí, Baldim, Betim, Brumadinho, Cachoeira da Prata, Caeté, Capim Branco, Confins, Contagem, Esmeraldas, Florestal, Fortuna de Minas, Funilândia, Ibirité, Igarapé, Inhaúma, Itaúna, Jequitibá, Juatuba, Lagoa Santa, Mário Campos, Mateus Leme, Matozinhos, Nova Lima, Pedro Leopoldo, Prudente de Morais, Raposos, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, São José da Varginha, Sarzedo, Sete Lagoas, Taquaraçu de Minas e Vespasiano. Para estas cidades, passas a valer a data de 8 de novembro.
O sinal analógico será desativado definitivamente em 5 de dezembro nas cidades de Governador Valadares, Juiz de Fora, Uberaba e Uberlândia. O MCTIC informou que nas demais cidades de Minas Gerais o sinal digital deve ser implantado até o prazo máximo de 31 de dezembro de 2023.
 
Projeto distribui kits gratuitos
A Seja Digital, entidade responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o digital no Brasil, distribui para as famílias de baixa renda, cadastradas em programas sociais do Governo Federal, kits gratuitos com antena e conversor. A lista de beneficiários é fornecida pelo Ministério do Desenvolvimento Social. Para saber se está na lista ou se o agendamento já está liberado na região, o beneficiário deve acessar o site sejadigital.com.br/kit ou ligar gratuitamente para 147 com o CPF ou NIS (Número de Identificação Social) fornecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social em mãos.