04/02/17
Lequinho critica governo municipal, fala em CPI e diz que Neider parece coronel
Início de mandato é sempre polêmico, seja de quem for. Muitas críticas são feitas, principalmente por aqueles que estão melhores informados dos bastidores de uma administração, os vereadores. Até esta semana ninguém havia sido tão duro em suas críticas ao novo prefeito municipal, Neider Moreira. O vereador Alex Artur fez duras críticas na reunião da Câmara do dia 31 de janeiro. Disse que em um mês nada de relevante foi feito e que existem coisas mais importantes que projetos como o da revogação da lei da flor símbolo do Município, a orquídea. Reclamou da falta de apoio da administração ao carnaval dos bairros, citando o bloco Tutu que investiu na confecção de camisas e que agora não vai desfilar depois das novas regras. Lequinho questionou que, se não há recursos para o carnaval dos bairros, como então há para contrato com a empresa de consultoria Dom Cabral, em mais de um milhão de reais? Recordou que durante o governo do ex-prefeito Eugênio Pinto que também queria uma consultoria no valor de 1 milhão e cem mil reais, Neider usou da tribuna da Câmara pedindo um CPI sobre a contratação. O vereador disse que uma CPI deve ser instalada também caso o contrato seja feito com a empresa Dom Cabral. "Vamos querer uma CPI para investigar". Reclamou que seus telefonemas não são atendidos e aconselhou que Neider baixe um pouco seus olhos, que "está parecendo coronel, mas na hora de pedir voto, foi no meio do povo, agora corta carnaval dos bairros".
 
Prioridade para quem já está na fila
Com o anúncio da volta do caminhão que faz exames de mamografia, a vereadora Márcia Cristina sugeriu que as mulheres que já estão na fila de pedido deste exame, esperando marcação para tal, tenham prioridade nas marcações que serão feitas este mês.