09/06/18
STF julga cassação de mandato que pode dar vaga a Mitre
A assessoria de comunicação de Gustavo Mitre anunciou que o candidato derrotado nas eleições de 2014, quando obteve 47.101 votos e ficou na primeira suplência ao cargo de deputado federal, pode ainda cumprir seu mandato.
Ocorre que o mandato do deputado Franklin Lima foi cassado pelo TRE/MG, mas um recurso acatado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, dos advogados de defesa impediu Mitre de assumir o cargo. 
Na semana passada, depois de dois anos sem qualquer movimento, o processo volta à pauta e recebe voto da ministra do STF e vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Rosa Weber, pela manutenção da cassação do deputado. Em seguida, o ministro Tarcísio Vieira de Carvalho pediu vistas.
Gustavo Mitre lamenta que, caso o Tribunal vote pela cassação e ele possa assumir vaga na Câmara Federal, já tenha se passado quase todo o mandato e pouco tempo lhe resta para realizar aquilo que tinha planejado caso vencesse as eleições em 2014, para fazer valer o voto depositado em confiança ao seu nome.