01/07/17
Redução média de mais de 10% da tarifa da Cemig será integral a partir de julho
A partir de segunda-feira (3/7), os clientes da Cemig vão receber as faturas com redução média de 10,66% dos valores das tarifas de energia, anunciada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). As novas tarifas estão em vigor desde 28 de maio, mas, em virtude dos diferentes ciclos de faturamento, alguns clientes só vão perceber a redução integral a partir de julho.
O diretor de Distribuição e Comercialização da Cemig, Ronaldo Gomes de Abreu, acredita que a população vai notar uma diminuição significativa na conta de energia. "Isso é muito importante para a Cemig, pois aumenta a adimplência de seus clientes e, consequentemente, uma recuperação de receita para a companhia", afirmou o diretor.
Para se ter uma ideia de como a redução vai ser percebida pelos mineiros, a média de consumo mensal de uma residência é 130 quilowatts-hora (kWh). Um cliente com esse consumo pagava, até maio, cerca de R$ 105. Após a redução, a mesma fatura ficará em aproximadamente R$ 99. Vale destacar ainda que no ranking de tarifas da Aneel, a Cemig ocupa a 28ª posição. A lista completa pode ser acessada no site do órgão regulador.
No final de maio, a Aneel anunciou a redução tarifária de 6,03% para os clientes residenciais da Cemig, que passou a vigorar nos 774 municípios da área de concessão da empresa a partir do dia 28 daquele mês. Mas como as classes de consumidores tiveram uma redução específica, a redução média ficou em 10,66%.
 
Uso racional da energia
O desperdício de energia elétrica ainda é um dos principais fatores que encarecem a conta de energia dos consumidores de todas as regiões do país. "Apesar da redução das tarifas da Cemig, os consumidores devem continuar atentos para não desperdiçarem energia, pois o comportamento consciente no uso da eletricidade contribui para o melhor uso dos recursos energéticos", destacou Ronaldo Gomes de Abreu.