01/07/17
Mulher esfaqueada não resiste e morre
A mulher que foi encontrada pelo filho no dia 22 de junho, quinta-feira, esfaqueada dentro de sua casa não resistiu aos ferimentos e faleceu no domingo.
Selma Leonardo Pinheiros tinha 51 anos e morava no bairro Murilo Gonçalves. Ela sofreu duas perfurações no pescoço, causadas por uma faca de 15 cm de lâmina, encontrada no local e suja com seu sangue, e uma pancada na cabeça com um pedaço de madeira, também encontrado na casa da vítima. Selma foi sepultada nesta segunda-feira 26, no Cemitério Central de Itaúna.
Selma (foto) não tinha envolvimento com drogas e nem passagem pela polícia. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.