11/02/17
Marco Prado é homenageado em mostra sobre carnaval
Registros da grandiosidade do carnaval itaunense de décadas passadas, dos desfiles riquíssimos das escolas de samba e dos tradicionais blocos caricatos com suas fantasias também trabalhadas com cuidado e os bailes nos clubes da cidade estão em uma mostra no Espaço Cultural.
Para os mais jovens será a oportunidade de mostrar que o carnaval de blocos é mais que fantasias caricatas e abadás e para os mais velhos que viveram este brilho, é a oportunidade de relembrar.
A exposição, montada como um dos antigos bailes, reúne fotos desde a década de 30 até a de 90, quando os desfiles das escolas de samba ainda movimentavam a cidade. Para compor o ambiente, um ateliê com os croquis das fantasias feitas especialmente para a festa, além de manequins com as produções. Um telão exibe registros dos foliões desfilando, lembrando temas e enredos que marcaram época.
O lançamento da mostra, na galeria Ahmés de Paula Machado, no Espaço Cultura, foi na quinta-feira, 09 de fevereiro. O público poderá conhecer o acervo de segunda a sexta-feira, das 08h às 17 horas, até uma semana após o encerramento do Carnaval. A Gerência de Cultura também está agendando visitas de grupos de estudantes. Para mais informações estão disponíveis os telefones 3243.6395 e 3243.6425. O endereço é rua Antônio Corradi, 55, Centro.
Marco Antônio Prado, carnavalesco responsável por belíssimas fantasias que marcaram época do carnaval itaunense foi homenageado na mostra sobre a Festa do Momo que está no Espaço Cultural.
O trabalho de Marco é lembrado com um mini ateliê em que estão expostos vários croquis de criações dele.
"É uma grande honra receber esta homenagem, que agradeço imensamente e dedico a todos os que sempre trabalharam pelo Carnaval de Itaúna, como foliões e carnavalescos, que com muita garra fizeram da festa popular um grande evento durante muitos anos. Esse resgate promovido pela Gerência de Cultura é muito importante e destaca a dedicação de muitas pessoas que tiveram envolvimento com os desfiles, sendo que várias delas não estão mais aqui, mas vivem em nossas lembranças", comentou Marco Antônio Prado.