14/01/17 - matéria apenas on line
Vereadores discutem aumento do pedágio na MG 050
Confira alguns assuntos debatidos e projetos propostos pelos vereadores da Casa Legislativo na reunião do dia 10 de janeiro:
 
Alex Arthur – pediu que o prefeito Neider Moreira acelere as adequações caso o projeto Plano Diretor seja mesmo retirado pela nova administração, pois são muitas e urgentes as cobranças da população urbana e rural necessitando de complementação de redes elétricas, sendo a retirada deste projeto, a seu ver, uma forma de atrasar ainda mais o desenvolvimento na zona rural;
 
Alexandre Campos – apresentou o projeto de criação de distritos e subdistritos para efeito de descentralização administrativa no Município de Itaúna – MG; pediu ao vereador Hudson Bernardes, atual líder executivo, que levasse ao conhecimento do prefeito Neider Moreira, a situação da Creche Recanto Feliz (Bairro Itaunense) – que terá suas obras paralisadas por falta de pagamento à empreiteira contratada e também desleixo com a conservação da Praça de Esportes do Bairro Garcias; também pediu que fosse revista a forma de cobrança da taxa de lixo nas zonas rurais;
 
Anselmo Fabiano – pediu uma maior atenção ao transporte público para pessoas com necessidades especiais pelo projeto de transporte Porta a Porta, tanto na área urbana, quanto nas zonas rurais; ressaltou também a situação precária em que se encontra a Praça de Esportes de Garcias e a ação de vândalos nesta área;
 
Antônio de Miranda – repudiou o aumento do valor cobrado na Praça de Pedágio de Itaúna e o descaso com a rodovia, defendendo o direito dos moradores da região do pedágio terem acesso gratuito; também demonstrou seu apoio à revisão da taxa de lixo;
 
Antônio José de Faria Júnior – Da Lua – pediu ao líder do executivo Hudson Bernardes que leve à Prefeitura uma requisição dos desportistas de Itaúna para a limpeza e capina do Estádio Lobeirão; indicou uma melhor conservação da Praça João Ferreira, organizando e demarcando os estacionamentos; pediu também, junto aos vereadores Anselmo e Silvano, que houvesse um estudo sobre a implantação da Equoterapia, baseado nos resultados apresentados por este tratamento em outras cidades, como a vizinha Itatiaiuçu, que também atende moradores de Itaúna; indicou um maior estudo sobre o impacto do projeto de aumento de vans para o transporte escolar;
 
Giordane Alberto – junto ao vereador Gleisinho, pediu uma maior atenção para a efetivação do projeto Porta a Porta no atendimento às comunidades rurais; mostrou sua preocupação em relação à limpeza das escolas públicas em tempo hábil para o início do ano letivo; atentou também para a conservação dos parques municipais e citou como exemplo a situação do “Lixão do Parque Jardim”;
 
Gláucia Santiago – reiterou o pedido do vereador Lequinho para que se realmente for cortado o Plano Diretor, que tenha-se urgência em resolver as questões relacionadas a este plano e que devem estudá-lo novamente para que sejam feitas algumas adequações necessárias; apoiou a proposta de isenção de pagamento de pedágio para morados de Itaúna;
 
Gleison Fernandes – Gleisinho – relembrou o pedido do vereador Joel Márcio para que se aumente o número de vans escolares e requisitou que, se caso aprovado pelo prefeito Neider Moreira, que seja muito bem estudado pela Câmara, com o intuito de garantir o transporte para todos os alunos; também ressaltou que antes da licitação do transporte público, ele esteve com o promotor Weber pedindo uma garantia do Ministério Público à concessionária que ganhasse e que esta tivesse a obrigação de implantar o projeto Porta a Porta e não cortá-lo;
 
Hudson Bernardes – entrou com um pedido de tombamento cultural da Escola Estadual de Itaúna / MG, proposta que, segundo o vereador, se aprovada trará diversos benefícios à Escola, principalmente financeiros para garantir sua boa conservação; apresentou também a proposta de descentralização da contabilidade do Fundo Municipal de Saúde, para que esta seja transferida para a Secretaria de Saúde e gerida pela mesma; também foi pedido para que o Conselho Municipal de Transporte Coletivo fosse reativado; também foi pedido ao prefeito Neider Moreira que implante em Itaúna/MG o projeto “Incubadora de Empresas”, para incentivar a instalação de novas empresas e em consequência impulsionar a economia da cidade;
 
Iago Souza Santiago – ressaltou a possibilidade de análise do valor das passagens urbanas e pediu apoio ao prefeito Neider Moreira e aos demais vereadores no sentido de reduzir o valor destas e a melhoria do serviço prestado;
 
Joel Márcio – destacou a existência de um projeto que está em tramitação no SenadoFederal e que isenta toda a população da cidade em que se encontra uma praça de pedágio de pagar por este serviço. Também convocou todos os vereadores a mandarem juntos um ofício pedindo celeridade neste projeto; Joel pediu uma melhoria da área verde do Bairro Itaunense junto ao Poliesportivo do bairro e demonstrou a intenção de criação de um parque ecológico de lazer e esportes nesta área;
 
Lacimar Silva – O Três – sugeriu a entrada de um projeto de lei que permita a devolução do terreno destinado ao presídio e o ressarcimento de seus antigos proprietários, visto que este talvez não seja um projeto de interesse da população de Itaúna, estando o terreno de 30 mil metros quadrados totalmente abandonado, conforme imagens mostradas pelo vereador;
 
Lucimar Nunes – Lucinho de Santanense – apresentou um vídeo mostrando o avanço das obras da construção da nova Sede Administrativa de Itaúna/MG, discursando sobre seus benefícios e reafirmando seu voto a favor da venda da atual sede da Prefeitura. Convidou todos a conhecerem a expansão da obra;
 
Márcia Cristina – indicou a pavimentação asfáltica da estrada que liga o Distrito Industrial até a Comunidade do Brejo Alegre. Reiterou o pedido de iluminação da área rural entre a Comunidade de São José de Pedras e Brejo Alegre, pois trata-se da única via de acesso entre as duas comunidades; reivindicou também que o PSF (Programa Saúde da Família) da zona rural fosse redividido entre equipes, com o intuito de melhorar o atendimento às comunidades; apoiou a proposta de isenção de pagamento de pedágio para moradores de Itaúna;
 
Márcio Gonçalves Pinto – Hakuna – requisitou ao vereador Hudson Bernardes que haja celeridade nos pedidos em que estabeleçam parcerias entre a administração pública e as organizações da sociedade civil em regime de cooperação mútua para a concepção de finalidades de interesse público e recíproco. Também o projeto de lei que dispõe sobre as políticas públicas de assistência social inseridas sob o Sistema Único de Assistência Social – o SUAS - já vigente desde 1º de janeiro; apoiou a redução dos valores cobrados e melhoria dos serviços prestados pela concessionária (AB Nascentes) e também do transporte urbano em Itaúna; ressaltou a importância de uma adequação mais profunda no projeto Plano Diretor; reforçou sua gratidão pelo público presente na sessão e reiterou o convite e participação de toda a população nas próximas reuniões e redes sociais;
 
Otacília Barbosa – parabenizou o diretor interino do SAAE pela agilidade em resolver um problema de cobrança indevida em algumas contas de água e que foi prontamente resolvido, devolvendo à população o valor cobrado indevidamente; Otacília também expôs sua opção de não receber o subsídio de vereadora, pois optou pelo recebimento do cargo efetivo de procuradora do município, de acordo com a permissão da Constituição Federal;
 
Silvano Gomes – indicou que fosse feita uma limpeza na Escola do Córrego do Soldado e no Centro Comunitário; pediu também a instalação de quebra-molas nas zonas rurais, salientando a desordem causada principalmente por carros e motos em alta velocidade e os riscos que a população destes povoados está sofrendo com tais atitudes; pediu também a conclusão da obra iniciada na Rua Profª. Antônia Pena (Bairro de Lourdes), pois em épocas de chuvas é muito grande o volume de água que atravessa a rua e entra nos comércios da Rua Mozart Machado; apoiou também a revisão a taxa de lixo com cobranças distintas para residências, empresas e zona rural;
 
A Tribuna Livre foi ocupada pelo então presidente da Câmara Municipal de Mateus Leme, Cristiano Leonardo de Oliveira e pela ex vereadora Palmira Feliciano da Silva, respectivamente.
Cristiano propôs uma parceria entre as cidades de Itaúna e Mateus Leme contra o aumento da tarifa cobrada pela Praça de Pedágio de Itaúna, previsto para dia 17/01/17 e com previsão de um novo reajuste em junho de 2017. Também salientou a precariedade dos serviços prestados pela concessionária. Já Palmira, discursou sobre a violência contra as mulheres e a necessidade de ações para a proteção dos mais necessitados;
Presidente da Câmara de Mateus Leme propõe união com a Câmara de Itaúna contra os aumentos do pedágio previstos para 2017
 
Vereador Lacimar, o Três, solicita a devolução do terreno do presídio ao Município
Na reunião plenária da ultima terça-feira (10/01) o vereador Lacimar, o Três, solicitou que a área destinada para construção do presídio seja devolvida ao Município.
A doação do terreno ao Estado, ocorreu em 2009 quando havia a promessa do ex-governador Aécio Neves de investir 13 milhões de reais na construção de um novo presídio para cidade, desativando a velha cadeia da Rua Santana.
Preocupado com a situação da obra e com uma ação judicial movida por proprietários dos terrenos próximos, Lacimar pede urgência e empenho dos demais vereadores e do Prefeito para resolver o problema. Pois, caso haja procedência na ação judicial o Município teria que arcar com uma idealização de 5 milhões.O vereador propõe que área seja usada para instalação de novas indústrias. E que a obra seja viabilizada em outro local.
 
 
Hudson Bernardes propõe ao prefeito Neider Moreira a implantação de Incubadora de Empresas
O vereador Hudson Bernardes encaminhou uma proposta ao Prefeito Neider Moreira sobre a possibilidade de implantar em Itaúna uma incubadora de empresas. O objetivo da incubadora é auxiliar as micro e pequenas empresas nascentes ou que estejam em operação, que tenham como principal oferta de produtos e serviços no mercado com significativo grau de inovação. Ela oferece suporte técnico, gerencial e formação complementar ao empreendedor e facilitam o processo de inovação e acesso às novas tecnologias, além de contribuir para o desenvolvimento econômico e social, pois gera renda e impostos para região onde é instalada e aumentam os postos de trabalho. 
 
Tombamento da Escola Estadual de Itaúna 
Outra proposta apresentada pelo vereador Hudson Bernardes foi o tombamento da Escola Estadual de Itaúna. Provocou o Conselho Deliberativo Municipal do Patrimônio Cultural, Artístico e Ecológico de Itaúna - Codempace para que se proceda os estudos para efetivar o tombamento. "Trata-se de uma Escola quase centenária; seu tombamento se torna importante para a mesma captar recursos para sua conservação junto ao Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais", justificou o vereador. Hudson Bernardes pede Prefeito que envie Projeto de Lei estabelecendo o Plano de Metas No ano de 2016 o vereador Hudson Bernardes apresentou uma Proposta de emenda à Lei Orgânica instituindo o Plano de Metas. A matéria foi enviada a Procuradoria Jurídica da Câmara que apresentou um parecer pela inconstitucionalidade da mesma, com alegação de que o Projeto deve ser apresentado pelo Prefeito. Com este indeferimento, o vereador volta com a proposta. Desta feita, sugere ao Prefeito Neider Moreira que encaminhe o Projeto para análise dos vereadores. O Plano de Metas, determina que o Prefeito, eleito ou reeleito, apresente seu Plano de Metas da gestão até cento e vinte dias após a posse. O mesmo conterá as prioridades, as ações estratégicas, os indicadores e metas quantitativas e qualitativas para cada um dos setores da administração pública municipal, observando, no mínimo, os programas e intervenções estratégicas e outros conteúdos conexos apresentados como propostas de campanha eleitoral devidamente registradas no órgão eleitoral competente em consonância com o Plano Diretor e pelo Plano Plurianual.