15/09/18
Itaúna se destaca na qualidade do ensino fundamental 
Divulgados na última semana, os dados do Ideb- Índice de Desenvolvimento da Educação Básica-, que colocam Itaúna em uma posição favorável no Estado. O Município conquistou 7,5 pontos nos anos iniciais do nível fundamental, oferecido nas instituições municipais. O resultado, que significa a superação das metas que estavam previstas para 2017 e ainda as estabelecidas para 2019 e 2021, garantiu à cidade o quinto lugar em Minas Gerais entre as séries avaliadas.
A nota obtida, 7,5, é a maior dos últimos anos. Na avaliação anterior, de 2015, o Município conseguiu 7 pontos, enquanto no de 2013 foram 7,3. Itaúna está à frente de Divinópolis (6,6), Pará de Minas (6,5), e de Belo Horizonte (6,3). Em Minas Gerais, pontuada com 6,5, a cidade ficou abaixo apenas de São José da Barra, na primeira colocação, com 8,5; São Pedro da União, segunda, com 8; Arapuá e Guidoval, ambas na terceira, com 7,7; Itamarati de Minas, Pains e São Geraldo, na quarta, com 7,6. A média nacional foi de 5,8.
O Ideb é um indicador da aprendizagem dos alunos e serve como base para que sejam traçadas as diretrizes voltadas ao aperfeiçoamento na área.
 
 
Em urbanismo Itaúna está em oitavo lugar do país 
No dia 4 de setembro, o ranking da Connected Smart Cities 2018 apontou Itaúna em uma condição favorável no cenário nacional, na categoria Urbanismo. O município subiu três posições em relação a 2017, quando foi classificado pela primeira vez na história, conquistando agora o oitavo lugar geral. E garantiu ainda a segunda colocação entre as cidades com até 100 mil habitantes.
O levantamento é feito a partir de dados oficiais, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, e o Sistema Nacional de Informação sobre Saneamento - SNIS -, do Ministério das Cidades. A premiação reconhece as gestões inteligentes e conectadas, destacando o potencial de desenvolvimento de cada um dos municípios avaliados.
A pesquisa é realizada desde 2015, pela Urban Systems, que mapeia mais de 700 cidades e classifica as 100 mais desenvolvidas em um ranking geral, além de duas subdivisões. A primeira por faixa populacional - até 100 mil habitantes, de 100 mil a 500 mil e acima de 500 mil. A segunda, por segmento, que mostra as cinco melhores nos quesitos Mobilidade, Urbanismo, Economia, Meio Ambiente, Energia, Tecnologia e Inovação, Saúde, Segurança, Educação, Governança e Empreendedorismo.
Os índices levam Itaúna a uma condição de destaque nacional. No município, 100% dos domicílios urbanos contam com pavimentação no entorno e 100% de atendimento de abastecimentos de água; 100% de atendimento urbano de esgoto; e 100% de cobertura dos serviços de coleta de resíduos sólidos. A revisão do Plano Diretor, já entregue à Câmara para discussão e votação, depois de um intenso trabalho e apresentação para a comunidade, também conta pontos, assim como a construção da Estação de Tratamento de Esgoto - ETE, em fase final.
O ranking nacional, na categoria Urbanismo apresenta em primeiro lugar São Paulo, seguido de Curitiba, no Paraná, que, classificada em primeiro lugar geral, foi considerada a cidade mais inteligente e conectada do Brasil, e Santos (SP). Abaixo de Itaúna, na nona e décima posição, respectivamente, estão Ribeirão Preto, no interior paulista, e a mineira Patos de Minas.