16/06/18
Gláucia e Lacimar anunciam veículos e recursos financeiros
Foi votada e aprovada na reunião do Legislativo do dia 12 de junho, a revisão do PPAG - Plano Plurianual de Ação Governamental 2018/2021.
Também foi aprovado o projeto de resolução sobre a estrutura organizacional e de pessoal do Legislativo itaunense. Este projeto teve 9 emendas da vereadora Otacília Barbosa que entendeu que não os cargos não devem ser preenchidos apenas com pessoas com curso superior em direito e administração.
O vereador Joel concordou com as emendas e disse que tendo o curso superior e bagagem a pessoa pode atender a vários cargos.
A modificação vai resultar na extinção de vários cargos comissionados que serão preenchidos por concurso público a partir do mandato que se inicia em 2020.
No pequeno expediente o vereador Lacimar Silva justificou sua saída antes do término da reunião dizendo que iria a Brasília. No dia seguinte o vereador divulgou nas suas redes sociais que conseguiu a liberação de recursos de emenda individual junto ao Ministério da Saúde, de indicação da deputada Dâmina Pereira, no valor de R$200.000,00, para o Fundo Municipal de Saúde, com prioridade para cirurgias eletivas.
A vereadora Gláucia Santiago também usou do espaço para divulgar que no final da semana passada recebeu do Governo do Estado de Minas Gerais, através do deputado estadual Sávio Souza Cruz, o quarto veículo para Itaúna, uma Toyota Etios 0Km que foi entregue à Comunidade Terapêutica Refúgio, que trabalha no tratamento de desintoxicação de dependentes químicos. O veículo será utilizado para transporte de pacientes, suprimentos e medicamentos. Outro veículo anunciado pela vereadora é um ônibus, doado pela Secretaria de Estado de Esportes, que será usado pela Secretaria Municipal de Saúde.
A vereadora anunciou a cobertura do espaço na Praça da Matriz, onde os aposentados jogam cartas. Junto a uma empresa ela conseguiu a cobertura e a mão de obra para o serviço.
O presidente da Câmara, Márcio Gonçalves falou novamente sobre o aumento no preço das passagens do transporte público. Segundo ele o preço deve acompanhar a queda do valor do óleo diesel e este desconto tem que ser repassado ao público. Marcinho não escondeu sua insatisfação com a suspensão pelo Tribunal de Justiça, da lei proposta por ele, em que proibia o acúmulo de funções de motoristas e trocadores. Lembrou que esta suspensão coloca em risco a segurança de todos.
O vereador Joel Arruda pediu informações sobre as planilhas e demais documentos que embasaram o reajuste da tarifa de transporte público em Itaúna. Disse que a comissão que avalia as planilhas de custos da empresa Autotrans já realizou sua primeira reunião e que já dispõe do contrato e aguarda alguns documentos requisitados à empresa. Joel, que é autor de um Decreto Suspensivo, que ainda está em análise nas comissões, espera que possa suspender o aumento até que as planilhas sejam verificadas.