19/05/18
Vacinar contra a Influenza é proteger das complicações da gripe
Especialista alerta para importância da imunização e Secretaria de Saúde quer aumentar índice de vacinação
A vacina contra o Influenza, disponível de graça em todas as unidades de saúde de Itaúna, é a principal arma para se proteger da gripe durante o inverno. Trivalente, cada dose imuniza contra três tipos de vírus diferentes e ajuda a prevenir complicações como a pneumonia, uma das principais doenças provocadas pelo estágio avançado da gripe.
A gerente de Vigilância em Saúde, Maria Izabel Dâmaso, faz um alerta sobre a importância da vacinação. “A vacina é a maneira mais eficaz das pessoas se protegerem contra as complicações da gripe”, reforça. “Há uma má interpretação em relação a esta campanha, principalmente porque muitas pessoas acreditam que ao vacinar não vão gripar, quando na verdade, a vacina age para impedir que caso o paciente contraia o vírus, não haja evolução da gripe diminuindo, assim, os riscos de se contrair doenças respiratórias”, completou.
Conforme o Ministério da Saúde, a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, e até 75% a mortalidade causada por sintomas relacionados à evolução do quadro clínico do paciente.
A vacina é indicada para quem se imunizou no ano passado e também para as pessoas que, mesmo ao se imunizar, tiveram gripe.

Quem tem que vacinar?
Os idosos formam o grupo mais vulnerável a manifestar os sintomas da gripe. Por isso, qualquer pessoa com mais de 60 anos, tem direito de se proteger gratuitamente, vacinando em qualquer unidade de saúde.
Crianças com idade entre seis meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias; gestantes; puérperas (mulheres que tiveram filhos há até 45 dias) e profissionais da área da saúde também são vulneráveis às complicações da gripe, segundo o Ministério da Saúde. Por isso, integram os grupos prioritários que devem ser imunizados.

Vacinação em números
Os índices de imunização dos grupos definidos como prioritários estão baixos. Em Itaúna, 67,7% da população preconizada para receber as doses foi imunizada, conforme relatório expedido nesta quinta-feira, 24 de maio. A meta de mobilização é imunizar 90% da população alvo durante a campanha.

Em Itaúna, foram vacinadas:
· Puérperas: 77,24%
· Crianças com idade entre seis meses e 4 anos, 11 meses e 29 dias: 43,16%
· Gestantes: 62,48%
· Idosos com mais de 60 anos: 78,75%
· Profissionais da Saúde: 7,77%
Vacinação no país
Último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde informou que, nos país, o público com a maior cobertura vacinal até o momento é de puérperas com 59%, seguido pelos trabalhadores da saúde (53%) e professores (49%). Entre as gestantes a cobertura de vacinação ficou em 41%. O grupo com menor índice de vacinação foi as crianças entre seis meses e cinco anos: 34,9%.