Após recorde de casos de Covid, boletim desta quarta apresenta queda – Rádio Santana FM – Notícias de Itaúna e Região

Itaúna encerrou o ultimo dia do mês de maio com um recorde de contaminados – Footo @rgs_drone

 

 

Ao contrário do boletim atualizado ontem, com 32 casos de Covid, o desta quarta-feira 01/6, contabiliza queda acentuada com 2 contaminações, segundo dados divulgados pela Prefeitura de Itaúna.

 

Ainda de acordo com a atualização desta quarta, um paciente está internado no hospital Manoel Gonçalves com testagem. No boletim anterior contavam dois pacientes.

 

O município de Itaúna encerrou o ultimo dia do mês de maio um recorde de contaminados em 24 horas.

 

Números 

 

Agora, a cidade contabiliza 20.945 confirmações da doença e 304 óbitos desde o começo da pandemia. A média móvel dos últimos sete dias, está em 13.

 

As médias móveis consideram a média dos números registrados nos últimos sete dias e servem para acompanhar os indicadores da pandemia sem eventuais distorções causadas por eventuais subnotificações.

 

Balanço de mortes e casos de COVID-19 em Minas 

 

Minas Gerais registrou 6.809 novos casos de COVID-19 e 13 mortes, nas últimas 24 horas, segundo dados do boletim epidemiológico desta quarta-feira (1º/6), divulgado pela Secretaria do Estado de Saúde.

 

Ontem, foram contabilizados 17 óbitos no estado e 5.081 pessoas testaram positivo para a doença.

 

Comparado ao primeiro dia do mês passado, que registrou 309 novos casos e nenhuma morte, o início do mês de junho apresentou um nível significativo de pessoas infectadas, algo já esperado pelas autoridades de saúde de Minas.

 

Segundo o secretário de Saúde, Fábio Baccheretti, o alto índice de infecção está associado ao caráter sazonal do novo coronavírus.

 

“A COVID-19 vai aumentar. O que estamos observando agora, nada mais é do que o esperado. Não há cepas novas, não é um momento de fragilidade vacinal da população.”

 

Desde o começo da pandemia, 3.422.500 mineiros tiveram a doença confirmada, sendo que 3.226.565 dos casos foram recuperados. Ao todo, 61.579 pessoas morreram e, atualmente, 134.356 estão em acompanhamento, ou seja, não evoluíram para óbito, cuja condição clínica permanece sendo acompanhada ou aguarda atualização pelos municípios.

 

No início de maio, o governo liberou o uso das máscaras em locais fechados em todo o estado. No entanto, algumas cidades da região Sul do estado voltaram a exigir o uso de máscaras em locais fechados nessa terça-feira (31/5). Em Belo Horizonte, a medida do retorno obrigatório das máscaras é avaliada.