Morre Bartô, cão mascote do Corpo de Bombeiros de Itaúna – Rádio Santana FM – Notícias de Itaúna e Região

Talvez agora ele esteja cuidando dos portões do céu, ou deitado na nuvem mais fofa – Foto Bombeiros Itaúna

 

 

A curiosa história do cão Bartô, um simpático vira lata caramelo que mesmo sem receber treinamento ajudava os militares a cuidar da segurança do quartel de Corpo de Bombeiros de Itaúna.

 

Quem conta essa história é a Cabo Luciana, militar do setor de prevenção da fração:

 

A cerca de 8 anos, todos os dias, sempre no mesmo horário por volta das 17h:30 Bartô surgia de algum lugar e vinha correndo, quase galopando pra passar a noite no quartel do Corpo de Bombeiros.

 

Mesmo sem saber a importância da função e mesmo sem receber nenhum tipo de treinamento, ele assumiu o posto de ser nosso sentinela. Ao anoitecer ele mantinha o estado de alerta, e às vezes, quando avistava alguma movimentação estranha, até colocava algumas pessoas pra correr. Como todo bom cachorro, de vez em quando ele gostava de correr atrás de motociclistas… (nos perdoem por isso), mas ele sempre parava quando algum de nossos militares chamava a atenção dele, onde quer que estivesse.

 

Morre Bartô, cão mascote do Corpo de Bombeiros de Itaúna – Foto Divulgação / Bombeiros Itaúna

 

 

E de uma forma curiosa ele aprendeu a distinguir uma moto comum de uma moto policial (desses ele não corria atrás), da mesma forma que ele sabia a diferença de um carro normal pra uma viatura. Deste modo, ele permitia a entrada de militares e mantinha afastados os estranhos. E era assim que Bartô cumpria sua missão de sentinela com maestria, enquanto nós cuidávamos dele, ele nos protegia todas as noites, e de vez em quando passava durante o dia pra nos dar um olá.

 

Quem já veio ao nosso quartel ou passou pelas proximidades provavelmente já viu este carinha gente fina… Um cachorro de rua, bem conhecido aqui na região, sempre perambulando entre uma oficina e outra. Há uns oito anos atrás ele apareceu por aqui, um jovem cachorro, e foi chegando de mansinho, recebendo um pouco de comida daqui, um carinho dali até que se tornou o Bartolomeu, nosso Bartô.

 

Bartôlomeu tinha ate um armário junto com os militares – Foto Divulgação / Bombeiros Itaúna

 

 

E assim ele foi ganhando espaço no nosso quartel e em nossos corações, com direito a ter até um armário junto com os nossos na prontidão de incêndio pra guardar as suas coisinhas, se adaptando à nossa rotina e construindo uma curiosa relação de apoio e cuidado.

 

A morte de Bartô causou uma comoção entre os militares da unidade de Corpo de Bombeiros de Itaúna com direito a homenagem nas redes sociais locais da instituição.

 

Hoje 01/6, com muita tristeza em nossos corações, nos despedimos do nosso amigo. Talvez agora ele esteja lá cuidando dos portões do céu, ou deitado na nuvem mais fofa, assim como era a sua caminha aqui.

 

Descanse em paz Bartô, você foi um bom bombeiro.

 

Morre Bartô, cão mascote do Corpo de Bombeiros de Itaúna – Foto Divulgação / Bombeiros Itaúna

 

 

Morre Bartô, cão mascote do Corpo de Bombeiros de Itaúna – Foto Divulgação / Bombeiros Itaúna

 

 

Morre Bartô, cão mascote do Corpo de Bombeiros de Itaúna – Foto Divulgação / Bombeiros Itaúna