Números seguem crescendo e Itaúna registra mais de 70 casos – Rádio Santana FM – Notícias de Itaúna e Região

Semana termina com 233 novos casos e a média atingindo 32,07 – Foto Radio Santana FM

 

 

O município de Itaúna registrou 72 casos de Covid nas últimas 24 horas, totalizando 21.254 positivados desde o início da pandemia em abril de 2020. Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde, que atualizou os números no fim da tarde desta sexta-feira 10/6.

 

A semana termina com 233 novos casos e a média móvel dos últimos sete dias atingindo 32,07. Foram cinco dias seguidos com tendência de alta. Na semana passada foram 128 casos no total, o que mostra um aumento de contaminados.

 

Números da semana 

 

Sexta 10/6 – 72 casos

Quinta 09/6 – 44 confirmações

Quarta 08/6 – 17 positivos

Terça 07/6 – 43 infectados

Segunda 06/6 – 57 registros

 

 

Hospitalizados e mortes em Itaúna 

 

Ainda de acordo com o boletim, um paciente esta internado no Hospital Manoel Gonçalves com testagem positiva para a doença.

 

Em relação aos óbitos, 304 itaunenses morreram durante a pandemia. Desde o dia 18 de março a cidade não registra mortes.

 

 

Especialista diz que estamos na quarta onda   

 

A principal preocupação segue sendo o número de contaminados. Essa tendência é registra no estado e no Brasil. Especialista entrevistado pela reportagem avalia que a pandemia está na quarta onda.

 

“Contra fatos numéricos não há argumentos, principalmente quando se trata de epidemiologia. A Covid-19 está em ascensão e essa elevação absurda [de casos positivos] mostra que estamos vivenciando a quarta onda da pandemia”, afirma o médico infectologista Leandro Curi.

 

Segundo o especialista, um conjunto de fatores ajuda a explicar o motivo de antes mesmo da primeira quinzena do mês Minas ter ultrapassado a marca de casos positivos de maio: baixa vacinação, liberação das máscaras, sub variante da ômicron e tempo frio.

 

“As subvariantes da ômicron fazem com que a pessoa se infecte novamente com uma diferente, mesmo já tendo testado positivo recentemente. Estamos em uma fase fria e apesar do Covid ter se mostrado potente para infectar em qualquer época do ano, na fria fica mais fácil”, alertou.

 

Curi destaca ainda que a liberação do uso da máscara e as baixas taxas de vacinação também contribuem para a escalada de casos. “Não tem como negar, o poder público se equivocou em fazer a retirada do acessório. Recomendar não é o suficiente, é preciso voltar a obrigar”.

 

“O último fator é a vacinação. Temos uma adesão pífia e vergonhosa de crianças vacinadas e a adesão é bem ruim com as terceiras e quartas. Parte disso se dá por conta de autoridades incompetentes que se colocaram contra os imunizantes e também a negligência do cidadão”, finaliza.

 

Em Minas 

 

Somente nos primeiros dez dias de junho, Minas Gerais ultrapassou o número de casos positivos de Covid-19 no mês de maio. Dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) mostram que até esta sexta-feira 79.361 testes deram positivo para o diagnóstico da doença, contra 57.541 durante os 31 dias do mês passado.