22/04/17
Governo federal desativará 393 unidades do Farmácia Popular
O Ministério da Saúde decidiu fechar, a partir de maio, as suas 393 unidades do Farmácia Popular, rede de distribuição de medicamentos gratuitos ou com até 90% de desconto. Agora, os produtos que pertencem ao Programa Popular serão distribuídos unicamente pela rede de farmácias conveniadas. A decisão foi tomada no final de janeiro.
A medida produzirá alguns efeitos problemáticos. O primeiro deles é que, na prática, serão 100 medicamentos a menos. Nas unidades que estão sendo desativadas, o Programa Farmácia Popular oferecia 125 medicamentos diferentes.
Na rede conveniada, que envolve 34,5 mil farmácias, são disponibilizados apenas 25 produtos. Desses, 14 são gratuitos e o restante é vendido com descontos que podem chegar a 90%.
Por meio de nota, o Ministério da Saúde afirmou que quase 90% das pessoas procuram remédios para hipertensão, diabetes e asma, disponíveis também nas outras farmácias. Entretanto, há a preocupação com pacientes que procuram alguns remédios específicos que não estão disponíveis nos estabelecimentos conveniados. Até agora, nenhuma medida para ajustar a disparidade que será criada na oferta de medicamentos foi divulgada pelo Ministério da Saúde.
Outra questão em aberto em relação aos medicamentos vendidos com descontos na rede conveniada é a concessão dos descontos. Eles incidem sobre os preços estabelecidos pela farmácia, que variam muito por causa das margens de lucro definidas pelos estabelecimentos.
 
A Prefeitura de Itaúna divulgou a nota abaixo sobre o anunciado fechamento das Farmácias Populares no país.
 
NOTA DE ESCLARECIMENTO:
"A Prefeitura de Itaúna intensificou nesta segunda-feira, 17 de abril, o contato com o Ministério da Saúde e a Fundação Fiocruz, mantenedora do programa Farmácia Popular, cobrando esclarecimentos a respeito do fechamento da unidade própria do programa no Município. A Secretaria Municipal de Saúde ainda não foi informada oficialmente sobre a decisão. O Ministério da Saúde esclareceu apenas, por meio de nota publicada no próprio site, que os critérios para repasse financeiro aos estados e municípios onde funcionam as unidades próprias do Programa Farmácia Popular do Brasil estão sendo redefinidos pelo Governo Federal e que as informações oficiais serão divulgadas em breve.
A Secretaria de Saúde reforça que o Programa Farmácia Popular está funcionando normalmente na avenida Getúlio Vargas, n.º 723, Centro. Atualmente, em Itaúna, são atendidas cerca de 3 mil pessoas por mês com a distribuição de mais de 250 mil doses de medicamentos, na sede do programa.
A Prefeitura de Itaúna aguarda o posicionamento do Governo Federal e informa que, no município, a população também conta com o serviço de dispensação de medicamentos a baixo custo em farmácias ou drogarias credenciadas ao ‘Aqui Tem Farmácia Popular’."