25/03/17
Assassinatos neste ano em Itaúna já superam total de 2016
Na semana passada, dias 17 e 18 de março, mais três pessoas foram assassinadas na cidade de Itaúna. Desta vez os crimes podem ter motivação no tráfico de drogas e vingança. Até a data de hoje, sexta-feira, 24 de março, foram 14 homicídios na cidade contra 12 em todo o ano de 2016. Em 2017 crimes contra a mulher, motivados por ciúmes e posse deixaram a cidade assustada e em alerta.
Segundo levantamento do site Itaúna Alerta os crimes mais marcantes em 2016 foram:
Janeiro: um casal é assassinado no Bairro Santa Edwiges.
Abril: um homem é morto no Vale dos Pequis e casal foi assassinado em uma festa na região da barragem.
Maio: um homem foi assassinado à pedradas no bairro Santa Edwiges e um empresário foi morto por cinco disparos.
Agosto: pai mata filho de 19 com um tiro na cabeça.
Novembro: jovem de 16 anos é assassinado em baile funk na Chácara do Quitão e um homem é assassinado pelo enteado na comunidade de Paulas. No fim de novembro a pedagoga Dênia é assassinada e o principal suspeito é o marido.
Dezembro: rapaz é morto por tiros em casa no bairro Morada Nova.
 
Final de semana violento
Três homens morrem assassinados
 Um jovem, de 20 anos, morreu na manhã de 17 de março, depois de ser alvejado com um tiro nas costas, nas escadarias da rua Geraldo Cilico, no centro.
Segundo a PM, que foi acionada por populares, o rapaz tinha passagens por tráfico de drogas e já cumpriu pena mais de uma vez pelo mesmo crime.
Próximo ao corpo foram encontrados quatro pedras de crack, a quantia de R$140,00 em dinheiro, um aparelho celular e uma embalagem de papel de seda, sendo todo o material encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.
Horas mais tarde, do mesmo dia, 17 de março, outro rapaz foi morto dentro de igreja evangélica em Itaúna.
O corpo do rapaz, que tinha 26 anos, foi encontrado dentro de um banheiro. Segundo testemunhas do crime ele foi perseguido por dois rapazes em uma moto e entrou na igreja para se esconder, mas acabou alcançado pelos bandidos e morto a tiros.
No dia seguinte, sábado, dia 18 de março, mais um crime de assassinato.
Segundo a PM, no Bairro Lourdes um rapaz de 32 anos morreu após ser atingido por vários tiros e o primo dele, de 33 anos, ficou ferido.
Este contou que estavam próximos à Praça Cordovil Nogueira quando foram abordados por quatro pessoas armadas. Os autores atiraram várias vezes e os dois tentaram fugir. Ele foi baleado na perna mas conseguiu correr.
Porém, a outra vítima foi atingida por oito tiros, na nuca, costas, perna, braço, rosto e ombro.
Até o fechamento desta edição nenhum dos três crimes havia sido solucionado ou a causa das mortes foi divulgada. Especula-se que as três mortes têm ligação ente si, devem ter motivação de tráfico de drogas e vingança.