27/05/17
Maio Amarelo- Simulação de acidente chama atenção para prevenção no trânsito
A VLI, empresa que administra a Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), mais uma vez promoveu na cidade uma simulação de um acidente na linha férrea.
Participaram, ao lado da VLI, a Prefeitura e o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG), além do Corpo de Bombeiros, SAMU e atores. A simulação da colisão entre um trem e um veículo, aconteceu na passagem de nível da avenida Jove Soares com rua Dona Cota, no centro, na terça-feira, dia 23 de maio.
O "acidente" chamou a atenção de motoristas e pedestres para o alto índice de mortes e feridos no trânsito, principalmente naquela passagem de nível.
No Município de Itaúna, conforme dados da concessionária, são registrados, em média, três acidentes por ano nas passagens de níveis. Em 2017, até o mês de abril, uma ocorrência de atropelamento foi verificada. "Um dos pontos levantados na encenação, por exemplo, é o de que um trem carregado pode levar até um quilômetro para parar completamente após o acionamento dos freios de emergência. Por isso, ao notar a aproximação da composição, motoristas e pedestres nunca devem se arriscar. Os maquinistas da companhia são treinados para acionarem buzinas e os faróis das locomotivas ao trafegarem em trechos urbanos", alertou o supervisor de segurança da VLI, Alex Borges.
Em Itaúna, existem 28 passagens de nível das quais, 18 estão no perímetro urbano. A cidade ocupa o segundo lugar no ranking das cidades mineiras em que mais são registrados acidentes nos trilhos.