2004- 2005- 2006- 2007- 2008 - 2009 - 2010 - 2011 - 2012 - 2013 - 2014 - 2016 - 2017

27/11/10
Vimos esta semana uma situação lamentável no meio jornalístico da cidade. Ofensas da pior espécie direcionadas a uma profissional deixaram indignadas muitas pessoas. Mas a gente precisa analisar melhor a causa de tudo, o começo de tudo. Hoje em dia os jornais não se utilizam mais de um conselho editorial, ou seja, um grupo de pessoas que analisa com imparcialidade o que deve ser ou não publicado. Alguns de nós, diretores de jornais, sejam eles impressos ou eletrônicos, ainda acreditamos que a polêmica vende jornal. Pode até vender mas às custas de quê? Da exposição, da humilhação de pessoas? Não vale a pena. Um editor sério deve peneirar as notícias, e-mails, cartas que recebe. Ultimamente recebemos dezenas de e-mails mensalmente com acusações, denúncias, de forma anônima. Mas há de se lembrar que no correio eletrônico não existe e-mail anônimo. Se houver mesmo interesse acha-se fácil o remetente.
Outros gostam de aproveitar qualquer brecha para enviar e-mails cheios de indignação, pedindo esclarecimentos de um ou de outro político. Aí vira uma guerra. Um manda um e-mail para a imprensa defendendo uma idéia. Aí outro manda um e-mail contrariando o primeiro. Seria proveitoso o debate se feito de forma civilizada, mas normalmente não é o que acontece.
O que nós, responsáveis pelos jornais devemos fazer é assumir a culpa de tudo que tem acontecido neste sentido. Somos responsáveis porque publicamos qualquer coisa que chegue às redações. Não nos importamos com as consequencias e muitas vezes desejamos mesmo é que a coisa renda bastante, vire polêmica, o que acaba sempre acontecendo.
Isto sem falar quando alguém de nossa equipe decide se esconder atrás de um pseudônimo para atacar um colega de profissão. Muitos o fazem por pura maldade e não espera que seja rebatido. Quando acontece da resposta vir de forma mais dura aí aquele que, inconsequentemente, decidiu humilhar alguém, vira vítima. Foi lamentável o ocorrido, mas nós, repito, diretores na imprensa é que somos culpados, permitindo que esse tipo de coisa seja publicado.
Já disse aqui há meses que virou uma bagunça esta coisa de denúncia por e-mail. Todo mundo quer mandar coisas para jornais cobrando, acusando denunciando, mas se esquece do princípio básico da denúncia: a prova.
Vamos lembrar o caso dos 20 mil reais. Um telefonema anônimo, que trouxe uma acusação grave demais para ser publicada sem ser investigada. Um presidente de Câmara, uma extorsão e apenas isso. Mas a consequencia para o presidente da Câmara de Itaúna está sendo grande. A "notícia" da extorsão repercutiu muito, teve e terá ainda mais consequencias. Nunca o denunciante irá aparecer por livre e espontânea vontade porque com certeza a denúncia é uma farsa.
Nos últimos tempos, talvez por causa das inúmeras acusações de irregularidades na prefeitura, talvez porque estas denúncias fizeram o povo perder o respeito pelas leis, pelos seus governantes, os jornais têm sido usados para toda a sorte de acusações e briguinhas de pessoas que defendem governo e oposição, que acabam passando para o lado pessoal, particular de cada um. Isto é um perigo. Os jornais devem ser usados para levar ao povo notícias, boas ou ruins, mas que tenham cunho informativo, não picuinhas políticas e pessoais. Há muito a GAZETA entendeu que por detrás de muitos artigos existiam outros interesses ou eram quase pessoais. Por isso o leitor não encontra mais aqui artigos do Odair, do Júnior Capanema, do João Batista e até mesmo do nosso amigo Medeirinhos; porque acreditamos que (posso estar errada) a coisa passou do limite do bom debate.
Assim o fato da semana, entre dois profissionais da imprensa foi sim lamentável. Mas devemos lembrar que nós, os diretores dos jornais (impressos ou não) é que devemos peneirar o que será publicado. O leitor não quer um jornal para ler ofensas entre jornalistas, ele quer saber das notícias da cidade. Das notícias verdadeiras.
 
20/11/10
Caso Bruno
Gravem o que estou dizendo. O Bruno, ex-goleiro, suspeito de matar ou mandar matar a namorada, figurinha fácil em todos os noticiários e agora aqui na GAZETA, vai ser condenado e eletrocutado na cadeira elétrica. Aí você diz: mas no Brasil não tem pena de morte.
Eu sei que não tem. Mas sei também que para uma pessoa ser presa por assassinato é preciso de um corpo. E não tem corpo. Só tem um monte de histórias, desencontradas. Tem, tinha, um delegado que adorava aparecer na imprensa e que hoje é acusado de tentativa de extorsão. Tem advogados que os clientes não querem mais, mas suas famílias são ameaçadas caso insistam em trocar de defesa. Esses advogados, outro dia, pareciam bêbados em entrevista ao vivo, na porta da delegacia para um dos jornais da Record. Dois advogados fazendo palhaçadas e piadinhas com a jornalista, o apresentador e entre si. Agora a novidade da semana. O advogado do Bruno, o Quaresma foi filmado fumando crack. Depois foi para a TV confessar o vício. Anotem aí. O Bruno vai ser condenado e morto na cadeira elétrica.
 
Praça da Matriz
Quase não saio. Às vezes, numas das minhas raras saídas, me deparo com mudanças enormes pela cidade. Construíram um prédio inteiro perto da minha casa e só fiquei sabendo da construção na etapa do acabamento. Mas esta semana fui comprar uns enfeitinhos de natal e vi que a praça continua do mesmo jeito. Ou melhor o cerco que fizeram na praça. Que coisa deprimente senti. Até perdi a vontade de minhas compras. Comprei umas coisinhas, sem o costumeiro entusiasmo da época. Em anos anteriores, de outras administrações, eu gostava sair à noite com minha mãe só para sentir o calor das luzes de natal na praça, dos enfeites brilhantes, das árvores carregadas de luzinhas. Agora constato que nem praça teremos neste final de ano. E o comerciante, que depende do espírito de Natal para melhorar suas vendas, que faça barulho porque senão, será um fim de ano de muito prejuízo.
O prefeito precisa conversar com a sociedade antes de fazer algumas coisas. Mas conversar com o povo e não com seus servidores que votam no que ele quer, como no caso do banheiro público. Precisa planejar, medir os recursos disponíveis. Há quanto tempo o Ministério Público determinou a restauração da praça da matriz? Tempo demais para planejar tudo certo. Não foi o tal do banheiro público no lugar do coreto que acabou nesta determinação do MP? Então porque, depois de tudo acertado, voltam com o tal banheiro? E o que é pior, nos fazem engolir a sua construção levando para votar servidores que só baixam a cabeça? E aí para-se a obra por causa de intervenção no projeto. Faz -se a Audiência com o servidor, aprovam o banheiro. E agora? O que falta para acabar a obra? Daqui a pouco dá um estalo lá na cabeça deles e eles cismam de fazer novas mudanças.
Eles bem que podiam mudar era o projeto da cratera da minha rua. Aquilo lá já deu o que tinha que dar. Poderia fazer dali um grande lago, cheio de peixes exóticos, sereias, botos etc. Bem ao estilo Zenaide. Se quiserem aceito discutir todos os detalhes. Criar coisas que tenham beleza é comigo mesmo. Uma linda fonte de mármore rosa, efeitos de luzes de todas as cores e bancadas de flores em todo redor para que as sereias encantem com suas músicas o nosso pobre povo já sem esperança.
 
13/11/10
Foi matéria do jornal Estado de Minas e no jornal O Tempo desta semana a situação que vive a cidade de Ipatinga. O prefeito Robson Gomes (PPS) no governo desde início de junho deste ano já está sendo investigado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) instalada na Câmara Municipal de Ipatinga.
A CPI investiga denúncia de irregularidades em contrato firmado entre a prefeitura e uma empresa fornecedora de material escolar quando Robson Gomes ainda era prefeito interino.
Desde o final do mês passado, a jornalista Anna, editora responsável pelo Diário Popular de Ipatinga, vem mantendo contato com a GAZETA DE ITAÚNA, à procura de informações sobre dois ex-secretários municpais de nossa cidade: Shirley Regina e Osmar de Andrade. A jornalista está investigando possíveis fraudes cometidas pelos dois em Ipatinga. Em uma de suas mensagens ela diz: "Muito obrigada, Achei aqui o conteúdo de duas ações que a promotora impetrou. Uma sobre o contrato com a Prescon e outra na área de obras, todas duas tem o Osmar de réu. Uma outra denúncia que vcs fizeram foi sobre a WKSE Informatica, alguma coisa assim. A mesma empresa ta prestando serviços aqui, o contrato é de 800 mil reais.
Deu algum processo sobre essa Face a FAce? Li algo sobre o TC ter suspendido os convênios. Apurei aqui que duas das oscips que o osmar trouxe aqui pra PMI (Datalex é uma delas) tem endereço fictício. Os vizinhos confirmaram que em dois endereços dos contratos assinados pelo osmar nao funciona nenhuma ong". Pois é, Anna, corre atrás mesmo porque este povo é mestre neste tipo de contrato e depois, quando a bomba está prestes a estourar e não tem mais dinheiro eles simplesmente trocam de prefeitura, mas o modus operandi é sempre o mesmo.
 
Poluição
Já passa dos limites a poluição causada por uma empresa de tecelagem, esqueci o nome, situada na av. Brasília. É um absurdo que a gente tenha que conviver com uma empresa, poluidora como essa, na área urbana. O problema vem se arrastando há anos e ninguém faz absolutamente nada e nem a empresa resolve se mudar para local mais conveniente. A quantidade de fumaça que sai de sua chaminé é enorme. Se tem algum filtro, não parece. Não satisfeitos com a poluição da chaminé agora arranjaram umas caldeiras que fazem um barulho estranho dia e noite. A prefeitura esteve no local e mediu os decibéis na tecelagem. Em seguida esteve aqui e nova medição foi feita. Não chegou ao limite aprovado pela lei, mas isso para mim não significa nada. O barulho estranho parece mais som de lavagem celebral, como a gente vê em filmes e na hora de dormir, quando não se houve mais outros barulhos, lá está ou estão as danadas das caldeiras com o som entrando dentro de nossas cabeças. O Minstério Público do Meio Ambiente precisa ver isso. Pode não alcançar os decibéis que tanto fala mas aquele barulho contínuo mata quaquer neurônio. A vizinhança precisa, inclusive eu, conseguir o telefone do dono da empresa, Túlio, para ligar para ele nas madrugadas em que o barulho não deixa a gente dormir direito. Assim, pelo menos, já que não dormimos, teremos companhia para conversar.
 
Nova CPI?
Agora é a CPI da Infraestrutura pedida pelo vereador Gleison Fernandes para apuração de possíveis irregularidades praticadas pelo vereador licenciado Edson do Varejão, como Secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços, com relação à execução de obras particulares realizadas em benefício de terceiros, com uso de maquinário, servidores e material público.
Tanta CPI, tanta denúncia e no final não dá em nada. Até as condenações resultantes de ações do MP não se concretizam, nenhum dinheiro devolvido, nenhuma multa paga, nenhum bem tomado pela justiça para que se garanta o ressarcimento aos cofres públicos.
 
30/10/10
Polícia Federal
Dificilmente o prefeito Eugênio Pinto vai se livrar desta encrenca das investigações da PF. Se a Polícia Federal não provar que o prefeito participou ativamente do esquema de licitação fraudulenta que beneficiou várias empresas com dinheiro público, segundo afirmações do delegado, não se pode esquecer que ele é o gestor do município portanto, responsável pelo que ocorreu.
Mas não foi por falta de aviso, como sempre diz o Emereciano. A decisão de escolher alguns funcionários quando toda a cidade foi contra, foi dele. Eugênio ficou vislumbrado com o poder e cercar-se de pessoas que já tinham trabalhado para um governo de uma cidade grande como Ipatinga, Betim era a glória. Só que, inexperiente, até então, não se preocupou em conhecer quem eram estas pessoas, apenas as aceitou como de sua confiança. Deu no que deu e ainda tem muita coisa a dar.
 
Aqui eu sempre falei que na hora que tudo estourasse ele estaria sozinho. E, mais uma vez, dito e feito. Cadê o Osmar Andrade (conto para vocês: está em Ipatinga, é secretário de Administração da prefeitura de lá e um jornal daquela cidade já me pediu informações sobre ele. Não é que o danadinho não perde a mania? Aquele adora uma encrenca. Tá lá arrumando uma Oscip para Ipatinga!) ?
 
Cadê a Shirley?
 
Cadê o José Oscar (conto também. Ele estava em Arcos, arrumou uma empresa de saúde para atender prefeituras. O jornal desta cidade também entrou em contato conosco e mandamos tudo que tínhamos. Hoje soubemos que os médicos da cidade colocaram ele para correr!)? Cadê?
 
O prefeito perdeu outro dia mais uma ação, a do jornal Itaúna Viva. Não posso deixar a modéstia tomar conta de mim, mas isto foi uma representação da GAZETA, em 2005. Naquele ano nós já tinhamos conseguido a suspensão de um contrato com a Lume e o jornal também teve que sair de circulação. O prefeito não quis contratar um assessor de comunicação da cidade e trouxe, não me lembro de onde, o Wilson. Como um jornalista acostumado a trabalhar em assessorias de comunicação, permitiu que um jornal como aquele circulasse? Queria fazer propaganda da administração? Que fizesse, mas sem fotos do prefeito. Ou ele era burro mesmo ou estava a fim de sacanear com o Eugênio. E agora, cadê ele?
 
E assim foram passando várias pessoas pelo nosso governo municipal, sem compromisso com a cidade, sem compromisso até com o prefeito. Um a um fazendo burradas. Enquanto estavam na cidade nada andava. Hoje felizmente, muito devagar, mas as coisas estão tomando rumo. Um obrinha aqui, outra ali, uma reforma. Pode ser que o prefeito, de repente, tenha acordado e visto que poderia ter feito um bom governo. Tinha tudo para isto, mas se deixou levar por pessoas que, como diz uma amiga "parece que que têm treinamento em guerrilha". Se levaram algum com eles, não sei, não posso provar, mas estão todos longe. Agora ficam aí, Eugênio, Frederico, Adriano, Aparecida Medeiros respondendo sozinhos perante a cidade pelas coisas mal feitas.
 
Não se deve discutir com a justiça. Mandou, tem que fazer. Porque se sentem tão superiores a tudo e a todos que negam documentos PÚBLICOS a um Ministério Público? Não enviaram, a Polícia Federal veio pegar.
 
23/10/10
O apoio de vários artistas à candidatura à presidência de Dilma Rousseff deu fôlego à candidata. Acredito que 11 pontos de frente (hoje, dia 21) apontados por pesquisas, se é que elas estão certas, deve-se muito a isso. Não sou expert na análise de campanhas eleitorais, dou palpite como povo que sou e como povo estou escandalizada com o rumo que está tomando o que deveria ser uma apresentação de propostas de um plano de governo. É muita mentira, meias verdades, distorção de fatos.
A agressão aparece nos programas eleitorais, nos debates que mais parecem guerras onde candidatos respondem qualquer coisa menos o que foi perguntado e na internet. Sem falar do triste episódio do encontro de cabos eleitorais de Serra e Dilma. Parecia mais uma briga de fanáticos torcedores de futebol, agressões tão combatidas pela imprensa brasileira.
Mas a guerra se formou mesmo foi na internet. Como não tem dono, o meio de comunicação eletrônico virou um pandemônio. Qualquer um pode escrever absolutamente o que quiser e mandar para milhões de pessoas. E a maioria destes internautas nem acesso aos candidatos têm mas o defendem de forma baixa e agressiva, o que chega a assustar. São pessoas despreparadas para exerceram a democracia, não entendem o direito sagrado do voto e não querem nem saber. Se for preciso vão sim sair para as ruas promovendo pancadarias, tanto defensores de um ou do outro candidato. E falando em e-mail que assusta recebi um de um grupo ou seja lá o que for que se intitula "PT+20 anos no poder". Eles pregam o combate à igreja que é contra o PT. Leia alguns trechos "A Igreja é que deve se submeter ao Estado, e não o contrário. Este caminho já foi traçado pelo companheiro Hugo Chávez na Venezuela: depois de sofrer uma campanha sórdida como a que estamos sofrendo agora, decretou a laicidade do Estado, e agora é o governo venezuelano que controla sua própria Igreja". "Está claro que D. Paulo já não tem mais a capacidade de liderar sua Igreja, e uma intervenção se mostra cada vez mais necessária".
Toda essa demonstração de ira que estamos assistindo tem dois culpados que são os próprios candidatos que decidiram partir para as acusações quando deveriam mostrar a que vieram.
Os mineiros, senador eleito Aécio Neves, governador Anastasia e o senador também eleito Itamar Franco deram um belo exemplo de uma campanha limpa. Tudo era na base do jeito mineiro de ser. Com calma, uma conversa no fim de tarde... O candidato Hélio Costa bem que tentou tumultuar, mas não conseguiu.
"Matadora de criancinhas" foi um título pesado demais para a Dilma. E depois é bobagens dos candidatos perdeream seu tempo discutindo aborto. Não vai caber a eles esta decisão.
Não posso negar que meu apoio e meu voto é do Serra por tudo que já fez pelo país. Nem falo dele em outros cargos que não o de ministro da Saúde porque foi o que eu vivi. Não foi prefeito de minha cidade, nem governador do meu estado, mas como ministro fez coisas excelentes e não se envolveu em escândalos, o que para mim, é precioso. E acredito que se eleito, pode evitar o pior para o país, já que sua adversária tem tendências a amizade e apoio a certos chefes de Estado da América Latina e como já falei aqui antes, disso tenho muito medo.
A Dilma se agarra às privatizações do governo do qual Serra participou e ontem mesmo falou da Telebrás. Será que ela não vê que existem privatizações boas e ruins? No caso da Telebrás telefone virou objeto que qualquer um pode ter. E as estradas? Se o Estado não pode mantê-las porque não entregar para quem possa? E cita outras empresas, mas se esquece que essas empresas eram usadas como cabides de empregos, onerando os cofres públicos e abertas aos mais diversos tipos de corrupção. Então Lula e FHC fizeram coisas boas e ruins. Os próximos que se atentem a mostrar o que farão e parem com esta coisa de baixaria e lavação de roupa suja na TV. Os militantes que aprendam a apoiar dentro da democracia. Socos e pontapés não elegem ninguém
 
09/10/10
Despachando o prefeito
O prefeito Eugênio Pinto está recebendo um monte de manifestações de que não é mais bem quisto nesta cidade e principalmente no cargo. São vaias, gente ignorando ele e à namorada em festas, gente deixando restaurantes quando eles chegam, vereadores criando CPIs, Ministério Público pedindo seu afastamento e até sendo expulso do partido. Mas, despacho? Nunca tinha visto algo assim. E eu ainda soube outro dia que um padre chegou a falar durante uma missa que ele deveria ser cassado. Aí agora juntou tudo contra o pobre prefeito: as forças do bem e do mal. De um lado um padre, do outro a macumba. Jesus, me abana, como diz alguém por ai!
 
Eleições
Mas o prefeito anda tão sem moral na cidade que todos os seus candidatos foram mal votados no domingo passado. E se ele tinha intenção de arrumar uma boquinha com os candidatos a deputado federal e estadual quando saisse do poder, pode esquecer. Com a miséria de votos que conseguiu na cidade, ninguém vai lhe dar boquinha nenhuma não.
 
Bloqueio de bens
O Ministério Público pediu o bloqueio de bens dos envolvidos no contrato com a Prescon. Mas tem que fazer mais. Tem que investigar um monte de gente que vive ao redor do prefeito, que a gente sabe que não tem dinheiro para comprar um nada e que tem hoje sítio, transportadora, imóveis... De onde teria vindo recursos para eles aumentarem seu patrimônio? De olho nos amigos da onça, digo, do Pinto, Promotora!
 
Eleições II
Que lástima o que estamos assistindo na política itaunense. Pelo poder tem valido tudo, até denegrir de maneira sórdida o nome de um homem de bem.
O que fizeram o Gustavo Mitre foi um horror. Pensem bem, um homem honesto como ele ler coisas a seu respeito tão vis? Já imaginaram o que a família, esposa e filhos sentiram ao ver coisas tão ruins escritas a respeito dele? Os envolvidos têm que ser condenados sim. Uma eleição não vale tudo isso.
 
Eleições III
E o Neider Moreira? Quando o Eugênio foi reeleito graças às mancadas que Neider deu naquela campanha eleitoral, ele ficou "de mal" com todo mundo. A GAZETA nunca mais recebeu uma ligação dele. Os anúncios da Assembleia que ele enviava aos jornais da cidade foram cancelados, ficando só o da Folha do Povo. Ele fez besteira, não tolerou nossas críticas e cancelou os anúncios. Há cerca de dois anos, conversando com o Renilton da Folha eu falei: não pense o Neider que ele terá novamente aquela big votação contando só com o apoio de seu jornal. Existem pessoas que não lêem a Folha, como existem pessoas que não lêem a GAZETA, o Brexó, o Integração etc. Se ele precisa divulgar o seu trabalho, precisa de todos os meios de comunicação para isso. Não deve ser pretencioso!
Ninguém tem culpa da confusão que ele fez só para não elegermos o Osmando prefeito de novo.
Dito e feito. Em Itaúna Neider perdeu mais de onze mil votos.
 
Eleições IV
E Deus não tirou férias no dia 3 de outubro conforme eu temia. Nos deu mais uma chance de elegermos um presidente decente para nosso país. Precisamos dar um basta neste tipo de governo que temos hoje. Chega de corrupção, chega de roubalheira. Precisamos de um presidente que realmente cuide de nós e não que põe um pão na nossa boca enquanto que, com a outra mão, nos leva a carteira.
1/10/10
Tenho medo
No próximo domingo todos nós vamos às urnas eleger aqueles que tomarão conta de nossas vidas pelos próximos 4 anos. Os eleitos neste 3 de outubro decidirão tudo por nós: a qualidade de vida que teremos, a qualidade da educação de nossos filhos. Eles vão decidir se no posto de saúde vai ter ou não médicos, vacinas, remédios e até se vai ter postos de saúde. Serão eles que vão permitir, ou não, que você trabalhe e receba um salário justo para viver com dignidade com sua família. Vão decidir quando e como você vai se aposentar e o que vai receber, mesmo que você tenha pago durante anos por uma aposentadoria mais decente.
Serão eles que vão determinar o curso do esgoto da sua rua. Vão determinar se você vai poder ou não respirar ar puro. Tudo estará nas mãos deles pelos próximos 4 anos.
E a gente não sabe o que eles farão com tanto poder nas mãos. A única coisa que sabemos é que manterão o programa Bolsa Família, porque todo governo tem medo de tirar o benefício e provocar uma guerra neste país. O povo acostumou a receber a esmola governamental. Mesmo aquelas senhoras, com enormes sorrisos cheios de dentes, que fazem depoimentos positivos sobre o Bolsa Família morrem com seus filhos nas filas dos hospitais, ou perdem seus entes queridos na violência das ruas, para as drogas. Elas recebem o Bolsa Família, mas isso não as protege de ter filhos analfabetos na faculdade. Elas recebem o Bolsa Família mesmo que na farmacinha não tenha remédio para suas doenças. O esgoto que corre na frente do seu barraco já faz parte da paisagem; se a chuva derrubou sua casa... é uma fatalidade. Não se podia fazer nada mesmo. Mas ela recebe o Bolsa Família e é feliz por causa disto. A falta de uma boa educação pública, saúde, moradia, saneamento básico, trabalho e salário digno não a incomodam tanto como seria se lhe tirassem o Bolsa Família.
Não quero a Dilma presidente. O Lula deu mais sorte que realmente fez. A Dilma tem um sorriso que não me inspira confiança. Em alguns países vizinhos nossos muita coisa horrível está acontecendo e estes governos tem o apoio e a amizade da dupla do PT Lula lá lá. Acho que mais que nunca as palavras da atriz Regina Duarte, "Tenho medo", representam o sentimento de uma grande maioria dos brasileiros que hoje está dividida entre José Serra e Marina. E é para se ter medo mesmo. Dilma foi fabricada para manter no poder todos aqueles que foram manchetes escandalosas há bem pouco tempo. E, possivelmente, se Deus resolver tirar férias no domingo, será nas mãos deles que nossos destinos estarão pelos próximos 4 anos, isto se eles não mudarem as leis para se eternizarem no poder. E se acontecer a primeira lei será a da mordaça da imprensa. Talvez a última foto do jornal seja retratando nossa gente cabisbaixa, faminta, descalça, procurando restos do Bolsa Família nos lixões.
 
Tenho muito medo
O texto acima foi escrito na noite de quarta-feira. Depois disto desliguei aqui e fui ver horário político. Mas o texto ainda estava na minha cabeça porque escrevo muito com o coração. Reafirmando na minha cabeça as palavras que escrevi, de repente senti um frio gelado percorrer meu corpo. É que me lembrei que quando da campanha eleitoral que elegeu Eugênio Pinto prefeito pela primeira vez falei muita coisa aqui. Quem tem os jornais da época pode consultar. Naquele tempo cansei de falar como seria o governo dele caso vencesse as eleições. Afirmei inúmeras vezes que ele não tinha plano de governo, que o PT nacional e estadual indicariam os nomes dos nossos principais secretários e que esta gente não teria compromisso algum com a nossa cidade. Infelizmente eu sabia o que estava dizendo. Então relembrando este texto enquanto via a TV o frio na espinha foi o medo de que o que escrevi sobre eterno poder, censura, fome e pobreza se realizem mais cedo do que posso prever.
 
 
04/09/10
Engraçado o Eugênio Pinto. Vive declarando que não é culpado de nada, que CPIs contra seu mandato não darão em nada, mas vive correndo para impedir que elas não tenham prosseguimento. Quem não deve não teme, já diz o ditado. Se ele acha que tudo que foi feito no seu governo até hoje não existem irregularidades, que sempre foi feito com a maior transparência porque não deixa as CPIs e CPs continuarem até o fim e provar que é inocente das acusações de mau uso de dinheiro público (só para citar a mais leve das acusações)?
Mas de qualquer forma ele já tomou um grande tombo com a expulsão do seu partido, o PT. Mas até nisso recorreu. Ora, ora, ora... se ele percebe que não é bem quisto dentro da sigla para quê forçar a barra? Sai de lá, sem dar piti e procura outra sigla que o queira. Simples!
 
Eleições
Todos os anos eleitorais são vários os candidatos não itaunenses que buscam votos aqui na cidade com apoio de políticos itaunenses ou de simples cidadãos. A maioria leva quando muito algumas centenas de votos, nada muito expressivo mas que somados aos de outras praças os ajudam a se manter ou entrar para o poder. Em 2010, porém, a coisa está diferente. Sempre os candidatos itaunenses se sobressaiam nas notícias, no movimento eleitoral. Hoje não. Os de fora é que estão sendo mais notícia. Vejam bem o caso do deputado Inácio Franco. Está muito falado na cidade, colocado como opção mesmo para deputado estadual. Parece que Neider tem se movimentado menos. O candidato a deputado estadual Marcos Penido então, nem santinho se vê por ai. Vamos trabalhar gente! Vamos correr atrás!
Se as suas intenções são mesmo as de melhorar nossa vida, vam'bora!
Outro candidato que tem surpreendido é o Gustavo Mitre. Cheio de moral, foi o único candidato de Itaúna a ser convidado para descer na cidade no helicóptero do governador Anastasia e do ex-governador Aécio Neves. Se não bastasse tamanha deferência, Gustavo ainda inaugurou seu comitê com as fitas cortadas por Aécio. Espero que desta vez não aconteçam briguinhas como das eleições passadas pelo apoio do ex-governador.
 
Classe artística de Minas
Nos programas eleitorais de TV temos visto o apoio que os músicos mineiros e outros artistas têm dado ao governador Anastasia e ao Aécio. Muito bom. Dois homens de ficha limpa como eles merecem este apoio. Pena que não temos mais os showmícios, porque esta mesma turma de artistas viria a Itaúna trazer seu apoio a Gustavo Mitre. Gustavo, como muitos sabem, foi grande incentivador no início de muitas destas carreiras
 
Zito e Pimentel
Coitado do Zito, candidato a senador por Minas! Enquanto Aécio e Itamar, ambos também candidatos ao Senado, andam juntos por Minas Gerais, fazem campanha juntos e mostram que querem estar juntos como senadores, a gente vê a Dilma, candidata à presidência da República, pedir voto apenas para o Pimentel. A candidata pede claramente um voto para o Senado e ele é de Pimentel, o outro ela demonstra que pode ser em qualquer um, nem cita o Zito que por sua vez fala no apoio ao nome dela.
Por falar em Dilma, na próxima edição vou publicar para vocês a carta da CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) na qual pede que os fiéis não votem na candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff. Aguardem.
 
14/08/10
Atenção população!
Atenção população itaunense, principalmente você que tem mania de ficar doente. Você que insiste em adoecer durante o Governo Eugênio. Não leu na edição passada da GAZETA o que noticiamos sobre o ex-secretário de Saúde, José Oscar? Ele disse que colocou tudo em ordem, mas você, não entende, né? Insiste em ficar doente só para contrariar o coitado do moço. Insiste em ficar enchendo corredores do hospital Manoel Gonçalves, trazendo preocupação para nossos vereadores que só se preocupam, não fazem nada de concreto.
Coisa feia, essa mania de vocês. Para que adoecem? Só para dar trabalho, gerar gastos para o município, para o hospital. Quando vocês vão entender que isso está errado? Parem! Parem com essa coisa ridícula de ficar doente! E esqueçam também o SAMU. Pobre serviço. Parado. De tanto que vocês adoeceram teve que ir para a manutenção. Coisa comum, corriqueira, que nem seria notícia se você não fosse chato e inventasse de ficar donte. Só para dar volta de SAMU. Vocês deviam ficar vermelhos de vergonha de fazer nosso prefeito passar por tal constrangimento. O bom moço sempre foi fiel defensor da saúde itaunense, principalmente de vocês que adoram engrossar fila do plantão 24 horas. De tudo ele fez, durante o governo do ex-prefeito Osmando para acabar com as filas no plantão e nos postos. De tudo fez para que o Osmando fizesse com que os médicos cumprissem rotina de atendimento de 4 horas nos postos. Lutou muito, foi aos jornais, à Câmara e a TV para brigar por vocês. Mas vocês não se satisfazem, não é? Insistem em ficar doentes. Assim não há fila que acabe, não há ambulância do SAMU que aguente. Nem geladeira suporta tanto doente febril ao redor e quebram. Ai tem que fechar posto de saúde. Tudo porque vocês adoram ficar doentes. Para passear de SAMU e ficar fazendo vendo TV no Plantão 24 horas!
 
Gostando de ver!
Os cidadãos de Itaúna resolveram finalmente tomar conta do que é seu. Antes, no primeiro mandato deste governo e nos mandatos anteriores o que se via era uma letargia danada. Uma discordância ou outra com o governo municipal, era coisa rara. Vez ou outra uma manifestação contra o derrubamento de uma casa antiga, e olhe lá.
Hoje não. Depois de Eugênio a coisa mudou. O prefeito faz tudo de forma tão descarada, mostrando que pouco está se importando com o que pensa a população, que acordou o itaunense. Assuntos que antes apenas os jornais questionavam hoje caiu na rede mundial de computadores, pos o povo nas ruas, aumentou a participação popular na Câmara e tome manifestação.
Foi assim para a criação da CPI, foi assim para a reforma do Teatro Sílvio de Matos, para a não destruição do coreto da praça e agora pela revitalização da praça da Matriz sem descaracterizá-la. O povo resolveu tomar conta do que lhe pertence. Não se assustem se amanhã caras pintadas de verde e vermelho tomarem as ruas da cidade exigindo a saída do prefeito de qualquer forma, seja condenado por uma CPI ou até mesmo a renúncia do prefeito Eugênio Pinto. O povo é o único que tem o poder nas mãos, pode fazer sempre valer sua vontade. Os políticos eleitos só estão no poder por tempo determinado. Parece que o povo está entendendo este é e o estar. Bom.
 
 
17/07/10
Batendo boca
Quem esteve na reunião festiva de posse do Rotary Itaúna Cidade Universitária pode perceber o bate boca entre o presidente da Câmara, vereador Antônio de Miranda e o prefeito de Itaúna, Eugênio Pinto. Na discussão a troca de acusações de quem trabalha para derrubar quem. Coisas de gente elegante que sabe proceder em eventos para os quais são convidados.
 
Ou votam no que quero ou...
No domingo o prefeito Eugênio Pinto voltou ao Portal, onde tinha acontecido a posse do Rotary na noite anterior. Desta vez ele foi o anfitrião, recebendo cerca de 400 servidores municipais, coitados, que morrem de medo de vingança por parte do casal prefeito da cidade.
Nesta reunião o prefeito avisou diretamente que todos, sem exceção, devem votar e trabalhar para o nome que o prefeito escolher para apoiar nas eleições deste ano. Todos deverão colocar faixas nas suas casas com propaganda do candidato do prefeito. E viva a democracia! Não!? Não era para gritar: viva a democracia? Ah, não é democracia nosso regime? Ixi... Tô mesmo por fora!
 
Comissão processante
A CP vai indo, mas nem coloquei nada a respeito porque tudo é a mesma coisa que já foi noticiado antes, ou seja capítulo repetido de novela. E depois eu não quero morrer de novo na praia. Sou uma gata que já gastou algumas vidas e assim, melhor não arriscar. O que estou esperando mesmo é a investigação sobre a escandalosa contratação do INGES pela bagatela de 660 mil reais. Cobrei do Fabinho da Câmara nesta semana e ele me informou que estão estudando os documentos que já estão em suas mãos.
Mas é uma pena que somente agora estão fazendo tal coisa. Esse atraso é que permite que as empresas investigadas e a prefeitura usem de artimanhas para atrapalhar as investigações. O atraso dá tempo de fazer sumir muita coisa, intimidar servidor e até dar diploma. Isso mesmo que aconteceu. Umas das maiores dúvidas quanto a esta contratação é que a assessoria para a qual ela foi contratada nunca existiu. Segundo nossas fontes ao final de cada mês eram preparados relatórios onde os servid0res colocavam suas assinaturas atestando que haviam recebido assessoria, cursos ou esclarecimentos. Com meia dúzia de nomes estava tudo feito. Mas a demora nas investigaçãoes levou a uma boa cartada da prefeitura e da empresa. Deram diplomas aos servidores atestando que eles participaram de cursos dados pelo Instituto. Assim de diploma na mão como negar que não teve assessoria? Fica muito mais difícil! O meu conselho é que se chame um por um destes servidores e consigam que falem a verdade, que possuem um diploma de um curso que não fizeram.
 
Expulsão do PT
O prefeito está com os dias contados em seu partido. Já foi notiifcado para comparecer e pelo que eu soube já está tudo pronto. Basta ele atravessar a soleira da porta da sede do partido que desce a adaga degolando-lhe o pescoço.
 
03/07/10
A Íris quer direito de resposta sobre a matéria veiculada na semana passada com a denúncia feita pelo pai de uma atleta que se disse maltratado pela chefe de Gabinete. Não cabe direito de resposta. O jornal em tempo algum fez qualquer agressão a ela, apenas noticiou o fato. Mas em respeito aos nossos leitores reproduzimos o texto enviado na seção cartas.
A Iris precisa entender a diferença de estar e de ser. Ninguém é prefeito, ninguém é chefe de Gabinete. Estes cargos são ocupados provisoriamente, mudam rapidamente de "donos" e acho que posso afirmar que nem ela, nem o prefeito Eugênio Pinto terão carreira dentro da política. Iris teve seu nome negado como pré-candidata a deputada pelo seu partido, o PT. Este mesmo PT que está com processo em andamento para expulsar de suas fileiras o prefeito Eugênio Pinto. Depois de tanta coisa mal feita, aqui na cidade não arrumam votos suficientes para uma nova eleição.
Quanto à atleta Bárbara que tem se destacado no esporte por mérito e única e exclusivamente pelo seu esforço, não está atleta. Ela é atleta. Muitos prefeitos e chefes de Gabinete passarão e a Bárbara vai continuar lá, sendo uma atleta.
A mesma lembrança para os servidores municipais, aqueles que têm sido pisoteados pelo casal e por seus mandados. Podem humilhar, podem jogar em qualquer canto, em qualquer setor, mas serão sempre servidores municipais por conquistaram isto fazendo concursos. Não entraram de favor.
E o que mais incomoda na Iris é me lembrar que quando foi lançada modelo, nos cursos do Mário Debique, via-se claramente nas fotos que o colunista publicava aqui na GAZETA que a menina era de origem muito simples. Não sei se pobre, mas de origem humilde. Hoje tomou gosto pelo poder e o usa mal quando faz dele instrumento para maltratar e destruir pessoas. Mas eles passam. Mais dia, menos dia, passam. Bárbara, servidores concursados, GAZETA DE ITAÚNA vão continuar na estrada por muitos e muitos anos defendendo o esporte, uma administração honesta e transparente e uma cidade. Um bom trio, né?
 
Ministério Público
Estive no Ministério Público na quinta-feira a convite da promotora de Patrimônio Público, Sílvia de Lima Soares. O assunto sobre o qual prestei declarações foi aquela escandalosa contratação do INGES pela bagatela de 660 mil reais pela prefeitura de Itaúna. Como recentemente chegou às minhas mãos alguns documentos sobre o assunto, os repassei à promotora.
Nos corredores do MP encontrei com os vereadores Delmo Barbosa, Marcinho e Lucinho de Santanense.
 
Bombas e ameaças
Relatei para vocês que num sábado destes recebi várias ligações mudas e que só depois, à tardinha, alguém do outro lado começou a falar coisas e me xingando de tudo que se possa imaginar. Agora o vereador Anselmo vem denunciar que recebeu duas ligações ameaçadoras também. E, por último, nesta semana tivemos a notícia de que jogaram uma bomba na casa do presidente da Câmara, Antônio de Miranda. Não se pode afirmar o autor de tais coisas mas podemos pelos menos deduzir que os três, eu, Anselmo e Toinzinho estamos sendo ameaçados pela mesma coisa. O que temos em comum? Batemos de frente com a administração municipal. Pode ser que estes atos terroristas estejam sendo feitos por alguém cuja luta para salvar nossa cidade incomoda. Eu, no lugar do prefeito Eugênio Pinto (não afirmo que seja ele o mandante de tais coisas, mas a primeira suspeita que me passa pela cabeça é de alguém que defende o prefeito com unhas e dentes e a si mesmo, inclusive) fazia uma reunião com seus aliados mais afoitos e pediria que, se fosse algum deles o responsável pelas ameaças que parassem, porque no final, se algo mais sério acontecer, o prefeito e os seus aliados, serão os primeiros na lista de suspeitos.
 
30/06/10
Parece que finalmente o prefeito Eugênio Pinto vai mandar consertar os veículos quebrados que estão encostados no pátio do canteiro de obras. Aliás, depois que se viu ameaçado por uma possibilidade de ser cassado e melhor, deve ter percebido também que já cometeu erros demais, começou a querer fazer coisas, mas infelizmente o dinheiro já se foi e o que sobrou dá no máximo para alguns passeios e alambrados como no início do seu governo.
 
Período eleitoral
O ano voou. Já estamos em 30 de junho e em breve a gente vai começar a sentir mais forte a campanha eleitoral que não deveria ter ainda começado, mas já começou. E hora das visitas. Aliás, vou até dar uma dica pros mais puxa-sacos de candidatos. Eles sempre reclamam de tanto cafezinho que são obrigados a beber nas casas que visitam. Reclamam que dá até azia. Então, em respeito a estes bons e educados moços, economizem o café da casa de vocês. Só dêem água e se eles pedirem.Mas voltando ao assunto melhor a gente ouvir do que servir café. Então prestem atenção na conversa dos que vão até suas casas. Podem até preparar um caderninho antes para anotar o que dizem que pretendem fazer pelo nosso município. Vão anotando e durante suas falas se perceberem que estão falando uma coisa e pensando em outra, se se perdem durante o discurso, se prometem coisas que nem são de sua alçada, cada reação positiva ou negativa, abram um parêntese e coloquem sua impressão dentro dele. Isto vai ser bom para discutir depois com a família e na comunidade.Parece que não temos muitos candidatos da terra, muitos virão de cidades vizinhas e outros de mais longe. Prestem atenção nisso também. Uma boa dica é depois que eles se forem pesquisar na internert, se já têm mandato e buscam a reeleição, quais foram as leis, quais foram os recursos que buscaram para as cidades que o elegeram, sua frequencia na Assembleia e Câmara, etc.No governo do estado também é bom fazer uma pesquisa. Muitos candidatos ao governo de Minas não têm experiência para tal. Minas é um baita estado, em termos de tamanho e maior ainda em termos de riquezas. Então governá-lo não é para qualquer um aventureiro. Para a presidência da Republica é mais dificil olhar no olho dos candidatos. Dificilmente os veremos pessoalmente. Então é ficar atentos às notícias, não só as recentes, porque estas neste momento são cheias de controvérsias, mas procurem saber a história política da pessoa. Se Minas é grande, imaginem o Brasil. Olhem com desconfiança para quem promete demais. Vejam bem: o Lula e a Dilma vivem dizendo na TV que a gente está bem na área da saúde, da educação. Da segurança eles nem se atrevem.Mas vocês que não conseguem curar uma doença em tempo recorde como a Dilma se curou, tendo o melhor tratamento do mundo, podem concordar que a saúde anda bem? Já ouviram falar de algum caso, em qualquer lugar do país, onde um hospital atende com tranquilidade seus pacientes, com boa infraestrutura, medicamentos necessários? Se ouviram parabéns, acharam a figurinha premiada.E na educação? Vai bem mesmo? Seus filhos estão indo para escola em transporte decente? Na escola deles tem de tudo: uma professora feliz e comprometida, livros, tecnologia para ajudá-los, boa merenda, banheiros limpos?Tá, também não sei onde existe uma assim.Quanto à segurança acham que podemos deixar a Dilma cuidar dela, como disse na TV, com carinho? O rapaz que aponta um arma para vocês, que fuma crack nas suas portas, que roubam-lhe qualquer coisa que posso se transformar em mais uma pedra, deve ser tratado com carinho ou com firmeza? Um governo que deixou a segurança chegar onde chegou agora quer tratar o assunto com carinho? E o José Serra? O que fez em seu mandato como governador pelas mesmas coisas: saúde, segurança e educação?
O melhor é confiar desconfiando de todos eles, procurar informações, e tentar votar certo desta vez.
 
26/06/10
Eu não deveria, mas tem hora que tenho até pena do Eugênio. Nunca vi uma pessoa conseguir ser tão mal assessorada assim. Primeiro teve que engolir um monte de assessores e secretários de quem nunca tinha ouvido falar na vida, como de sua confiança. Assim vieram, empurrados pelo PT estadual e nacional, nomes como Alessandro, Wilson, Osmar, Shirley e outros. O Oscar veio através de pedido do pai para que Eugênio arranjasse uma boquinha para ele aqui na cidade porque onde ele estava não dava mais para ficar. E cada um ao seu modo ajudou a afundar a cidade e a administração. Hoje a maioria já caiu fora, deixando o prefeito sozinho para pagar pelos erros de tantos.Depois Eugênio arranjou uma namorada e acabou cedendo novamente e colocando a moça como chefe de Gabinete. Imaginem. A moça sai de um curso de moda e cai no Gabinete sem nenhuma familiaridade com a coisa política. Se se limitasse a sorrir e a atender aqueles que procuram a prefeitura, tudo bem, dava para o gasto. Mas a moça cismou de mandar em tudo e todos. Assim como Herodias, cunhada de Herodes que pediu a cabeça de João Batista, Irís Léia também faz cabeças rolarem. Algumas nem pede ao bem amado para fazê-lo. Ela mesma, acreditanto que é melhor que qualquer outro, decepa a cabeça de muitos, grita, ironiza, maltrata. Pobre Íris, se tomasse ciência de quanto o poder é efêmero! Se tomasse consciência de que as pessoas estão observando e julgando veria que tudo que tem feito apenas piora o relacionamento da população com o governo municipal e isso não é bom nem para ela e nem para o marido. Em breve o salto quebra.
 
A situação já chegou no limite do limite. Ou a prefeitura se dipõe a consertar ou é melhor fechar mesmo o hospital Manoel Gonçalves. O prefeito Eugênio assim queria e assim está acontecendo. Mas vale lembrar que outro dia o seu pai, o sr. Afonso, engrossava a fila de espera do Plantão. Mas nem assim o prefeito de vocês toma tento e decide fazer alguma coisa junto com as outras autoridades. Posso não entender de muita coisa sobre administrar um hospital, mas sei dar palpites e acredito que só falta injetar recursos e tirar algumas pesosas não muito éticas lá de dentro, contratar médicos sérios para o plantão que a coisa melhora. Não é possivel que vamos continuar vendo pessoas morrendo sem atendimento necessário só porque os bonitões no poder, onde nós, que nunca sabemos votar direito os colocamos, ficam de picuinha uns com os outros. E não entendo mais nada sobre estes poderes. Afinal a Câmara pode fazer alguma coisa de concreto ou vai ficar só discutindo, dando palpite? E o Neider? Pode conseguir uma verba de verdade no Estado ou vamos ter que pedir para outro deputado? E o hospital? Vai tomar uma posição e dar adeus ao plantão 24 horas ou vai continuar só reclamando do prejuízo que toma com o serviço de emergência? Quem é que vai ter peito para mandar parar tudo, descer quem não estiver disposto e dar um jeito na coisa? Porque na verdade já está cansando esta coisa de apontar culpados e no entando a gente vê que culpados são todos. Todos.
 
No próximo mês já começaremos a ouvir propostas de melhorias para a cidade. Candidatos a deputados vão prometer consertar a situação assim que eleitos ou reeleitos. Candidatos a governador vão até falar na construção de mais um hospital e a Dilma vai falar de UPAs. (falando em UPA, cadê a que o José Oscar disse que vinha até o mês de março do ano passado? Será que os recursos perderam-se no meio do caminhoe não encontraram nosso endereço? Governinho este de Itaúna mais sem moral junto ao governo federal! Só serve para ficar posando do lado do Lula, como se estivem realmente na mesma dimensão. Coitados dos Roberts.) Então é bom fazer mais que ouvir estas promessas. Todos os candidatos têm história e todas as histórias estão disponíveis ao conhecimento do eleitor. Temos que ter cuidado porque promessa não salva a vida de ninguém.
 
19/06/10
INDIGNAÇÃO
Esta foi a palavra que mais ouvi nesta semana que termina. Várias pessoas, conhecidas ou não, se manifestaram em razão do que coloquei aqui na semana passada, apontando os culpados pelo prefeito Eugênio Pinto ter chegado ao poder por duas vezes, mesmo praticando as coisas mais absurdas que um chefe do Executivo é capaz.E um alerta para aqueles nomes apontados aqui: ninguém discordou de nenhum deles e teve gente que ainda disse que na sua família os 20 votos de sempre colocados nas urnas em favor de um certo candidato terão rumo diferente nas eleições deste ano. O Emereciano sempre falou disto aqui, sempre alertou que a resposta do povo vem nas urnas, mas alguns políticos acham que o dinheiro acaba resolvendo tudo na hora da eleição. Ledo engano.O povo carneirinho já existe em número menor que 20, 30 anos atrás. As enganações de políticos, seja em âmbito federal, estadual ou municipal vai indo cansa e como o povo é dono do seu voto...Só me cobraram o nome do empresário que cito como culpado, mas que não nomeei. Explico: não foi um ou dois empresários que injetaram dinheiro nas campanhas de Eugênio Pinto para receber favorecimentos depois e também não só de Itaúna. Vale lembrar da suspeita de que Eugênio, antes mesmo de ir para a Europa dar palestras (meu reino por uma cópia de fita mostrando isso. Deve ser hilário! Sobre o quê ele deve ter falado para os Europeus?), no ano que ganhou a primeira eleição, ter recebido de uma certa empresa de lixo, trinta mil reais para que ela continuasse explorando o recolhimento de lixo da cidade. Então, citar nomes de empresários é impossível, porque a lista é enorme.Mas gostei da repercussão do Observatório. Gosto de ter respostas ao que escrevo, de gente que concorda ou que discorda, não importa.
 
Telefonema anônimo
Mas nem todo mundo tem coragem de mostrar a cara, principalmente porque sabe que está fazendo besteira e não quer ser apontado depois como um grandissímo burro. Então, para você que me ligou o sábado inteiro, que desligava quando eu atendia até ter coragem de falar alguma coisa, deixa de ser bobinho. Ficar falando que vai tirar meu jornal de circulação, que vai mostrar para esta cidade quem eu sou na verdade, me chamar de pilantra e outros adjetivos, não me comove, nem convence. Acha mesmo que as pessoas não sabem ler nas entrelinhas? Acha mesmo que se tentarem me difamar vai dar em alguma coisa? Como fizeram com a Mesa da Câmara? Será que acredita que tem moral para tal diante da população de Itáuna? Se chamarem de traficante, quem vai acreditar? Moral não tem na venda, meu caro rapaz. A gente aprende de pequeno, no seio da família.
 
José Oscar
Ai, aiai, aiai. Meninos e meninas. Fiquei sabendo de um babado! Me contaram que o José Oscar, aquele secretário que afundou a Saúde em Itaúna, fechou um contrato de 60 mil reais por mês com a prefeitura de Arcos, 720 mil reais por ano. Quem diria, hein? Aqui ele chegou só com a família e um microondas num carro velho, e ainda alguns mistérios e segredos do lugar de onde vinha e porque vinha. Em Arcos ele já deve ter chegado de carro novo, TV de led, todo mundo arrumadinho e penteadinho. Assim o passe valorizou, né?Mas quem conhecer o prefeito de Arcos, devia avisá-lo da encrenca que se meteu. Se achar que o prefeito de lá, Claudenir José de Melo, mais conhecido como Baiano, sabe disso e concorda com a contratação, avise à Câmara do município, o Ministério Público, o delegado, quem for, mas ajude a salvar Arcos!
12/06/10
Culpa sua!
Se é verdade tudo o que vem sendo contado acerca da reinauguração do Teatro Sílvio de Matos, com relação a baixaria e agressão a um cidadão de nossa cidade por capangas do prefeito e cia, estamos mesmo perdidos!
Sabe de quem é a culpa? Sua. É, sua mesmo, que está lendo estas frases. Você deixou que ele fosse eleito duas vezes. Se não votou nele, não deu importância ao fato e não se preocupou em abrir os olhos de outros, a culpa é sua, que deixa a coisa correr, que acha graça nas coisas que escrevo aqui, que fica falando mal do prefeito Eugênio nas lojas, bares, escolas, mas não faz nada, absolutamente nada para mudar a situação. A culpa é sua, empresário, que o ajudou a se eleger com o intuito de se dar bem em sua dezena de empresas.
Culpa sua, deputado Neider, que preferiu vê-lo reeleito a permitir que Osmando fosse vitorioso, porque  é seu inimigo político. Inventou números mirabolantes em pesquisa eleitoral para não permitir que a Gláucia renunciasse a sua candidatura para vermos Itaúna livre deste bando de gente que tem nos envergonhado tanto. Quanto à Gláucia, terá meu carinho e meu apoio para sempre, no que precisar, porque se mostrou humilde, quis deixar de lado seu sonho de ser prefeita para salvar nossa cidade.
Culpa do Dr. Élvio se for mesmo verdade que deu alguns tostões para Eugênio sair seu adversário na primeira eleição.
Culpa do Toinzinho, presidente da Câmara, que por anos foi aliado do prefeito e concordava com tudo que ele dizia.
Culpa do Anselmo, a mesma coisa.
Da pastora Vanda, idem.
Hoje ficam aí, dando uma de opositores, mas agora é tarde demais. O leite já derramou.
Culpa de toda a Câmara, dos vereadores e assessores, todos eles, que deixaram uma CPI escorrer pelos dedos porque não tiveram a humildade de procurar ajuda em uma consultoria, que já estivesse acostumada com este tipo de processo.
Os menos culpados são esses capangas que hoje são acusados de distribuir tapas nos cidadãos itaunenses. Eles, coitados, não têm noção do que estão fazendo. Pobres diabos, não conhecem leis, não sabem o que é respeito humano e, ameaçados de perder os empregos, os mais decentes que têm capacidade de ter na vida, partem para a ira.
Agora eu quero saber é o que acontece quando as luzes se apagarem e encontrarmos tudo, ou melhor, nada, de nosso patrimônio, levado embora com consultorias milionárias, contratos suspeitos com empresa de lixo e muita, muita coisa mais. Quero saber quem é que vai pagar a conta? A inércia de nossas autoridades eleitas dói no peito da gente, sabe?! Tanto foi falado, tanto denunciado e eles nada, só cuidavam de coisas assim - mudam o nome da rua tal para rua tal. Fulano de tal é nosso benemérito e por isso merece cidadania honorária.
Não tenho mais confiança nestes políticos em que até outro dia mesmo, eu botava fé. Minha esperança, minhas orações estão todas voltadas para a justiça, que é lenta, sim, mas que vai conseguir acabar com toda esta aberração em nossa cidade.
E, depois disto, nunca mais alguém diga que só porque alguém é pobre vai olhar para pobre. Pelo amor de Deus! Enquanto meu peito dói pela indignação, enquanto centenas de pessoas ficam sem atendimento médico, enquanto as verbas da nossa educação têm destino desconhecido, eles fazem festa, inauguram casa, comemoram aniversário da primeira dama. Dama?
 
 
05/06/10
É.... as paredes estão se fechando ao redor do prefeito de Itaúna, Eugênio Pinto. O povo, o povo mesmo, não a classe artística, não os desafetos, não a oposição, mas o povão já mostrou publicamente que o quer fora da prefeitura. O Ministério Público está cheio de ações civis públicas a serem ainda julgadas com suspeitas de irregularidades e é importante lembrar que, condenado em uma, as outras virão mais rapidamente e pior ainda, já com aquele sentimento de que o cara é desonesto mesmo. Não quero dizer aqui que a justiça se deixa influenciar por outros casos, mas vai indo, quando o cara fica freguês, nem a justiça aguenta mais e quer logo dar um basta em tanta sacanagem com o povo.
Dizem que pagar esta multa da licitação da Banda Rapazolla e devolver os R$ 25 mil é fácil para o prefeito, com base na suspeita de que ele é hoje um homem rico. Mas se for condenado por causa da falta de licitações das empresas de lixo, danou-se! Aí sim, é dinheiro grosso. Imaginem a multa disso! E nada mais rápido para acabar com o dinheiro de alguém do que advogados, multas e restituições aos cofres públicos. Tem pessoas que perderam tudo que tinham antes de ir parar na cadeia. Até a mulher, que acabam repassando para o companheiro de partido.
Pois bem. Mas que esta condenação, a gente sabe que ainda cabe recurso por parte do prefeito, deve ter dado uma abalada nas estruturas, ah... isso deve. No meio de uma comemoração por ter conseguido um mandado de segurança para interromper a CPI, vem o balde de água gelada apagando os fogos de artifício e trazendo aquela sensaçãozinha de que outros ainda virão.
Mas não tenho pena, não. Já tive, no começo, quando via ele enfiar os pés pelas mãos, orientado por um grupo que ele dizia ser de sua confiança para ajudar a governar Itaúna. Eu, que o conhecia antes, achava que ele estava sendo usado por pessoas de mais inteligência para manipula-lo. Pensava que, no final, quando tudo fosse dando errado em sua administração, ele sofreria. Mas qual? Eugênio não foi manipulado nada, foi concordante. Deixou administrassem mal tudo que tínhamos e há forte suspeita que muita coisa foi parar no bolso dele próprio.
E o seu caráter não permite nunca que demonstre que sabe que errou. Ele ri de nós, como os porcos do livro que estamos reproduzindo aqui na GAZETA. Agora fala em obras, reformas de escolas e manda release falando em "verba milionária" que conseguiu junto ao governo federal. Nem cinco milhões completos são! Milionária é a nossa arrecadação mensal que este grupeto não soube usar corretamente. Isso eram recursos milionários! Era dinheiro para fazer grandes obras em Itaúna. Mas cadê? O gato comeu, né?
Então agora, se comprovadas as suspeitas de que foram desviados recursos para bolsos, sacos e sacolas, use-os para pagar advogados!
 
22/05/10
Aos nossos vereadores
Todo esse estresse da CPI, do contrato com a Prescon, toda esta gastança, hoje fala-se em mais de 6 milhões de reais, poderiam ser evitados se nossos nobres vereadores fizessem seu único trabalho, o de fiscalizar. Já falei isto aqui mil vezes, mas parece que aos nossos nobres, minha voz não chega nunca.O Gustavo disse muito bem na Câmara quando resolveu levar aos vereadores cópias de notícias há muito veiculadas aqui e que os vereadores não deram a mínima. Quando do contrato com a Prescon, Antônio de Miranda, Anselmo dos Bailes e Lucinho de Santanense já estavam vereadores. Sejamos justos: eles e outros sete. Mas ninguém ouviu, leu, deu "trela". Esses nomes que citamos eram os chamados vereadores da situação, ou seja, votavam com o prefeito, o defendiam na Câmara. Está aí outra coisa que sempre me incomodou. Mesmo sendo líder do prefeito, o Toinzinho (não quero aqui ofendê-lo, gosto dele como político e como pessoa, mas bobeou na época que era líder do prefeito) não poderia ter se omitido. Hoje todos ficam escandalizados com a situação, depois de revelados os escândalos do contrato. Mas poderiam ter evitado naquele ano. E agora, quem vai nos repor todos esses recursos? Foi preciso um abaixo assinado para que os vereadores fizessem seu trabalho! No caso de um trabalhador comum, não trabalhou como se deve, rua! Vereador, não. Aliás, acho que quando um prefeito é questionado sobre contratos, licitações e outras ações que culminam em processos de cassação os vereadores daquele mandato também deveriam ser questionados: onde estavam que não fiscalizaram isso? Seria certo, não concordam? Se vieram para fiscalizar, fiscalizem.
Voltando à tal de liderança do Executivo em uma Câmara, ela não pode jamais ficar acima da ética. O vereador que se dispôs a defender um governo tem que saber os limites desta defesa. Não pode de forma alguma simplesmente ignorar atos que prejudiquem a cidade só por ser vereadores de situação.Agora não tem mais jeito. O dinheiro já escorreu pelos nossos dedos. Dinheiro esse que como dizem Toinzinho e Anselmo, que também foi da situação no mandato passado, poderia ser usado para melhorar a nossa qualidade de vida. Pois então, nobres vereadores, de ontem e de hoje, sinto lhes informar que antes destes 2 milhões e alguma coisa de reais, um outro contrato de 1 milhão e meio de reais, com o mesmo objetivo, foi assinado dois meses antes. Agora porque e se foi cancelado, se foi pago, se foi um contrato legal, cabe a vocês irem lá e investigar. A maior fonte de irregularidades da administração municipal chama-se Jornal Oficial, mas acho que nem este jornal vocês lêem. Se preferirem que alguém faça o trabalho de vocês, transfiram seus salários para minha conta que corro atrás e deixo tudo prontinho para uma CPI.
Por falar em tudo prontinho, e os documentos sobre a contratação da consultoria de 660 mil reais que lhes entreguei? Como diria o Dadá: tá mamão com açucar.A população tem mesmo que ir para a Câmara, pressionar vereadores, lembrar a eles quem manda e qual seu papel ali. Infelizmente neste país a moeda voto eleitoral é o que conta e político só teme isso: perder eleitores. No mais, que se dane!
Em tempo: Olhem a responsabilidade. Não nos deixem morrer na praia!
 
15/05/10
Perguntas do povo
Desde aquelas matérias veiculadas na imprensa da capital mineira e itaunense, sobre as suspeitas de mau uso do dinheiro público pelos deputados mineiros e suspeitas de notas frias, que as pessoas não param de falar no assunto. Qualquer rodinha, ainda que de dois, o assunto é o mesmo: o deputado Neider Moreira. Nas dezenas de conversas sobre o assunto duas perguntas do povo eu não me esqueci e faço-as agora em nome dele.
1) O deputado declarou que não divulga suas ações (pagas, porque de graça anuncia até em poste) em outro jornal que não seja a Folha do Povo porque segundo pesquisas é o jornal mais lido da cidade. Pergunta-se então: Quem realizou a pesquisa? Será que foi a mesma empresa que realizou a pesquisa das eleições passadas, cujos números davam como certa, segundo o deputado, a eleição de Gláucia e isso a impediu de deixar de concorrer para evitar que o atual prefeito se reelegesse?
2) Se existem duas mulheres nesta cidade que recebem da Assembléia como se trabalhassem no Gabinete do deputado Neider vamos colocá-las para merecer os salários. Se uma entende de farmácia, quem sabe não pode prestar serviços nos asilos e creches da cidade? A outra poderia dar aulas de reforço escolar, por exemplo. Trabalho é o que não falta. Tem muita coisa que o deputado poderia fazer para que elas merecessem seus salários.
3) Esta terceira e a quarta pergunta são para o prefeito Eugênio Pinto: a ex-primeira dama da França veio a Itaúna. Qual foi o itinerário feito até a prefeitura para que ela não visse tanta sujeira, jardins abandonados e buracos na rua? Será que veio de "licopto"?
4) Lembra-se daquela novela O BEM AMADO que girava em torno do primeiro sepultamento no novo cemitério da cidade? Se depender dos problemas que o paciente gerou, o presídio de Itauna já tem o primeiro candidato a detento: Eugênio Pinto. Que maldade!
 
Faltam poucos dias
O prefeito Eugênio Pinto tem poucos dias de governo. A cassação é dada como certa. O único voto contrário seria do vereador Vicente Morada Nova, que é suplente do Edson do Varejão. Se o prefeito for cassado ele também perde o cargo.
E esta do prefeito dizer que não sabia de nada é duro, né? Para mim ele está é se fazendo de palhaço. Nem se ele estivesse em Marte, poderia ignorar a CPI porque corria o risco de ouvir a notícia entre a música Coisinha do Pai, de Beth Carvalho e outra qualquer. O que ele não sabia mesmo era que as consequências de tantas coisas erradas e mal feitas dariam numa cassação.
Agora, tem uma coisa que não entendo. Quando um político chega ao ponto que chegou o prefeito, com cassação quase certa, os documentos da prefeitura não deveriam ficar sob guarda do Ministério Público? Não há o risco de os documentos, como contratos, licitações e outros, desaparecerem? Sempre que alguém é investigado, deve ser afastado de suas funções para não prejudicar o processo. No caso de prefeito, pelo menos os documentos deveriam ficar sob a custódia da Justiça.
 
08/05/10
 
 
1º/05/10
A verba do deputado
Não sejamos cínicos. Os e-mails sobre o deputado Neider Moreira que na semana passada andaram de caixa postal em caixa postal não continham nenhuma grande novidade. Um amigo me disse na quarta-feira que não existe virgem na zona e não existe mesmo.
Se a tal da verba indenizatória pode ser usada daquela forma e as notas foram aceitas pela Assembleia, não há o que se discutir. A menos que seja provado que são notas frias, o que é difícil, não existiu crime algum. Se o deputado abastece em postos de gasolina da família, que mal há? Família unida, uns ajudando aos outros. Se ele gasta rios de dinheiro com a Folha do Povo, que posso fazer a não ser lamentar que ele nem se lembra dos leitores da GAZETA e não nos concede nenhuma publicidade, e mais, até nos tirou a da Assembleia? O problema é dele, paga matéria onde quiser, não podemos obrigá-lo a nos conceder nenhum contrato.
Há alguns meses um jornal reproduziu até nota fiscal de um restaurante em Brasília onde o prefeito Eugênio Pinto almoçara. O jornal transformou em escândalo o fato do prefeito comer uma picanha. Bobagens. Se a vida inteira Eugênio só comeu carne de segunda e agora pode se esbaldar na picanha, alguém duvidou que ele fosse fazer? A gente sabe que todos são iguais, uns mais, outros menos, mas são iguais sim. Todo mundo no fundo quer se dar bem.
Posso ser muito boba, mas não vi escândalo algum no que foi noticiado porque isto já faz parte da nossa rotina. Infelizmente. Neider recuperando dinheiro que possivelmente não gastou, Eugênio comprando imóveis que seu salário possivelmente não consegue pagar. É isto mesmo: não existe virgem na zona.
 
As vaias no prefeito
E o prefeito tornou a tomar vaias. Desta feita foi na inauguração de uma loja do Rena. Constrangedor para todo mundo, mais ainda para o Renato e o Nabor, anfitriões do evento. A primeira dama, Iris Léia, torceu o nariz. O casal devia pensar duas vezes antes de aceitar convites públicos assim. Daqui para frente vai ser sempre. Assim, enviando representantes, vão evitar contrangimentos para eles mesmos e para quem organiza o evento, porque a gente sabe que na maioria das vezes, convidá-los faz parte de um protocolo, nem sempre é pelo prazer de suas companhias.
 
Os votos da CPI
Manifestações da população como esta que aconteceu no Rena deveriam abrir os olhos de nossos vereadores. Em breve eles vão tomar conhecimento do relatório final da CPI que investiga o prefeito e um de seus inúmeros contratos duvidosos. A votação do relatório vai dar a oportunidade de nossos legisladores mostrarem se estão apenas a passeio remunerado ou realmente trabalham em defesa do povo. Depois deste relatório a vida política desta cidade vai "bombar", ah se vai!
 
17/04/10
09 de maio
O dia nove de maio vai ficar na história de Itaúna, ou talvez o dia sete, já que nove será um domingo. Nove é a data final para a apresentação do relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito. Ao que tudo indica todos já foram ouvidos, todos os que intimados, compareceram. Assim, a defesa faz sua parte e os vereadores da CPI apresentam as provas de irregularidades e no mesmo instante, aprovado o relatório, é aprovada a cassação.
Dizem que ninguém conhece cabeça de juiz, de político então, muito menos. Pelos depoimentos dados à CPI fica bem claro que as irregularidades aconteceram e foram cabeludas, mas a lei é a lei e não sabemos se encontrarão nela um brecha para o prefeito Eugênio Pinto escapar. O trabalho realizado pelos vereadores da CPI parece cheio de cuidados para que esta brecha não aconteça. Vamos esperar, né? Pedir a Deus que nossos vereadores pensem apenas no povo na hora de votar pelo relatório e não em benefícios próprios. Aliás, se isso acontecer é perigoso uma revolta da comunidade.
Nesta semana o Estado de Minas, Porta Uai, trouxeram uma nota onde noticiam que o prefeito Eugênio ainda está sendo investigado por aquele show de Axé, acho que no primeiro ano do primeiro mandato, e se houve irregularidades na contratação de empresa de coleta de lixo urbano.
O Eugênio Pinto passará à história como o pior prefeito que a cidade já teve, a administração mais contestada e mais acusada de corrupção. Só falta algum cineasta maluco resolver fazer um filme sobre o fiasco da sua trajetória política. O nome do filme, a exemplo do filme do chefe maior será: O Filho de Itaúna. A trilha sonora ficaria por conta da Absoluta, Íris Léia.
Personagens como a Shirley Regina, Osmar de Andrade e o Kells, que arranjaram desculpas para não dar seus depoimentos também devem fazer parte do filme, claro, como os bandidos, a quadrilha que chegou e só trouxe para nós calamidades. Tudo piorou. Nada era divino, perfeito, mas eles conseguiram com pouco esforço piorar tudo na cidade, com a benção de Eugênio.
Mas ainda assim Eugênio finge que está tudo bem, que teremos um monte de obras, que a saúde não está melhor porque não se encontra profissionais no mercado, as ruas estão sendo recuperadas, as escolas (por falar nisso, a Escola Dr. Augusto Gonçalves não poderia ser pintada com uma cor melhor?) estão em boas condições, assim como as unidades de saúde. As novas habitações virão para os de baixa renda. Tudo no País das Maravilhas de Eugênio Pinto e da Absoluta Iris.
 
Somma
O diretor do SAAE explicou, ou tentou explicar o porquê de ainda cobrar a taxa de esgoto nas contas de água. Ele só não contou que basta uma pessoa, umazinha só, entrar com uma ação civil pública no Ministério Público para acabar com esta farra e o SAAE, além de parar de cobrar, terá que devolver o que recebeu a mais.
 
10/04/10
De onde virá o dinheiro?
A cidade está cheia de conversas de que o prefeito Eugênio Pinto agora vai terminar a obra que liga a avendida Jove Soares à rua Silva Jardim para desafogar a travessia do Guimarães; vai dar continuidade à obra da Jove Soares; revitalizar a praça da Matriz conforme projeto aprovado pelo Ministério Público; vai acabar com os buracos nas ruas da cidade etc.
Não sei de onde virá o dinheiro para tais obras porque há de se lembrar que a prefeitura não tem caixa nem para liquidar compromissos já firmados como a denúncia do vereador Alex Artur de que a prefeitura não estava pagando a construtora responsável pela construção da creche nos Garcias. Soubemos também de fonte certa que o pagamento à Conspuri está ou esteve bastante atrasado. Então como pode pensar em obras agora?
Quando tinha dinheiro gastou em contratos milionários, em consultorias e obras, na opinião de muiotos, superfaturadas. Então agora o dinheiro viria de onde? E depois com a fama que a cidade anda tendo lá fora será que alguma contrutora vai entrar em licitação aqui e correr o risco de não receber em dia? Se nem médicos a secretaria de Saúde está conseguindo contratar por causa desta fama de salários atrasados e suspeitas de irregularidades? É, Itaúna acabou mesmo. Perdeu sua credibilidade lá fora.
 
Polícia Federal
O prefeito Eugênio disse que a culpa pela não construção das casas populares foi a denúncia à Polícia Federal que aqui veio chegar alguns documentos. Não temos documentação para provar, mas o que algumas de nossas fontes nos dizem é que o prefeito tem razão. Foi mesmo depois desta visita da PF que perdemos os recursos para a contrução das habitações. O prefeito gosta de dizer que a PF não encontrou nada aqui, mas acreditamos que ele esconde o sol com a peneira. A investigação da PF só pode ter descoberto que as casas estavam com valores de construção acima, bem acima do valor justo. Coisa de 70 mil cada. Para uma casa popular é dinheiro à beça. Mas o que temos certeza que não recebemos mais verba para habitação depois disso, verba do PAC.
A sorte do prefeito foi o lançamento do programa Minha Casa , minha Vida que o permitiu voltar a falar em habitação.
 
27/03/10
Bobo da Corte?
O prefeito Eugênio Pinto para fazer a população de boba, passa atestado a si próprio de ridículo. Pimeiro foi a cara de pau de ir a TV Cidade declarar que desconhecia a CPI, que nunca fora procurado etc. A menos que o prefeito tenha passado os últimos seis meses no Alasca, não tinha como não ter conhecimento da Comissão Parlamentar de Inquérito. Mas como acha que a população itaunense é boba, finge que não sabia de nada. Agora vai a Justiça para garantir seu direito de defesa diante das investigações da comissão. Eugênio, preste atenção. Se algum servidor de "mente iluminada" soprou para você agir desta forma, mande embora por justa causa. Se foi um amigo, manda prender. Ficar fazendo papel ridículo não vai melhorar a situação do prefeito. E ainda apareceu nesta semana um e-mail dizendo que o "prefeito vence mais uma vez".
Que "Eugênio Pinto, conquista na justiça o direito de acesso às cópias do processo, no caso da CPI da Prescon, para realização da defesa" e que "O prefeito apresentará em breve a defesa para que seja inocentado das acusações". Simples né? Só que eles se esquecem que a população inteira sabe que o que mais se tentou foi entregar a ele documentos da CPI e dar-lhe o direito de defesa. Mas até o protocolo da prefeitura foi orientado para não receber o ofício. O prefeito é tão bobo ou se faz de, que achou que não recebendo a intimação não seria obrigado a prestar esclarecimentos. Agora que viu que a coisa anda feia para seu lado, dá uma de inocente (tadinho...) e finge desconhecer o processo. Tenho pena mesmo porque ele não tem a mínima condição de prestar esclarecimentos porque não tem ideia da gravidade do que fez e faz sempre. Há muito desconhece a palavra legalidade e se acha acima de todos. Ridículo ele e ridículos todos aqueles que ainda têm cara para defendê-lo. Ah! Deixa eu contar a novidade: o advogado que o prefeito arranjou é de Belo Horizonte. Mas está certo. Arrumar um advogado que não sabe de nada que ele apronta porque os de Itaúna, que conhecem toda a sua saga, dificilmente aceitariam a sua defesa. Eugênio só tomou tento, prestou atenção na confusão em que se meteu porque vem sentindo na pele a revolta da comunidade. Outro dia, uma senhora, em um programa de rádio ao vivo, destes que recebem para abrir o microfone para o prefeito, desacatou Eugênio. Falou tudo que tinha direito e mais alguma coisa. Eu achei bem feito.Quando que a gente pensaria que um dia o administrador de nossa cidade nos causasse tanto mal e tanta revolta a ponto de deixar a indignação da população tão aflorada? Quem diria que um dia a cidade tivesse que aguentar gente de tão baixo nível dirigindo suas vidas? Falando em baixo nível apareceram por toda a cidade cartazes chamando a chefe de Gabinete Iris Rodrigues de ......... e perseguidora. E agora as ruas estão cheias de pau mandado arrancando os cartazes. Porque este tipo de coisa acontece? Porque não se dão ao respeito. Ninguém que faz o que a primeira dama faz de perseguir a todo mundo como se fosse uma deusa merece mesmo respeito e aí dá no que dá.
 
Expulsão do PT
Soube por fonte bastante segura que o PT - Partido dos Trabalhadores, vai mesmo expulsar o prefeito Eugênio Pinto. Só assim o partido vai conseguir ter de volta a credibilidade perdida com esta administração.
 
Censura
O programa CQC - Custe o Que Custar-,desta semana (vai ao ar todas as segundas-feiras na Band, às 22h15) mostrou um matéria que deveria ser veiculada na semana anterior, mas por força da censura, não foi ao ar. A matéria mostrava o desvio de uma TV de plasma, doada pelo programa a uma escola de Barueri. Os responsáveis pela escola e pela secretaria de Educação daquele município só não contavam que antes de entregar a TV os integrantes do CQC colocaram nela um GPS.
A TV foi, claro, rastreada e para espanto de todos, ou nem tanto, o parelho doado estava sendo usado em uma residência, na casa da diretora de uma escola da cidade.
 As câmeras do CQC gravaram toda a movimentação dos envolvidos quando descobertos tentando arranjar desculpas para o desvio da TV. O prefeito de Barueri, Rubens Furlan (PMDB), conseguiu na justiça que a reportagem não fosse exibida na semana passada. Por incrível que pareça uma liminar beneficiou a prefeitura sem que a juíza que a concedeu visse a fita. Depois, com a repercussão do caso e a intervenção dos advogados da emissora, a matéria pode ir ao ar nesta semana. A matéria e os desaforos feitos pelo prefeito (que por acaso é irmão so secretário de Educação). Segundo Furlan não foi censura sua tentativa de esconder do país tamanha vergonha: "Não foi censura. Minha secretaria jurídica que viu essa estupidez de vocês, vocês são uns babacas, sem nenhum talento, uns tontos, malandros, que se veem no direito de ridicularizar o congresso. Quem são vocês? Quem são vocês?". Sem comentários, né?
 
13/03/10
O presidente da Câmara, Antônio de Miranda, tem toda a razão quando tenta frear o anúncio de obras que os vereadores defensores da administração municipal fazem nas reuniões do Legislativo. Quando algo é anunciado ali, cai na boca do povo, porque a imprensa publica e em alguns meios de comunicação tais anúncios viram manchetes escandalosas. Aí o povo que, infelizmente, muitas vezes não enxerga além do que lê, acredita e passa a sonhar com aquela melhoria anunciada. O vereador citou as casas populares, anúncio que ele próprio fez quando ainda acreditava que deste governo pudesse sair alguma coisa boa. E quantos itaunenses não correram para fazer inscrição? Quantas famílias não foram embaladas pelo sonho da casa própria? E por duas vezes, que me lembro. Primeiro arranjaram uma maquete que ficou exposta lá no hall da prefeitura; depois foram casas do programa "Minha casa, minha Vida" e de concreto (concreto? Nem tem cimento...) mesmo, nada.
Sacanagem brincar com o povo deste jeito. Enquanto a população sonha com uma casa popular, a gente ouve dizer que o prefeito Eugênio Pinto comprou casa ali e acolá, comprou sítio, comprou fazendinha etc, etc. O prefeito, que se Deus quiser, um dia há de sair da prefeitura, pode seguir carreira na "A Praça é Nossa" interpretando mais um político, como se fosse um personagem, um pseudo prefeito que, a exemplo do Deputado João Plenário, personagem de Saulo Laranjeira, é um político corrupto que só pensa em se dar bem e enganar o povo. Eugênio nem teria muito trabalho em vestir o personagem já que o desprezo que ele tem pelo povo é coisa natural, não teria que fingir.
Muitas obras, grandes obras, foram anunciadas, mas onde estão? A incrível, mega, obra faraônica que ele disse que no seu governo aconteceria, que era a retirada dos trilhos da ferrovia do centro da cidade, cadê? Dezenas de cidades pelo Brasil afora já conseguiram a façanha, mas Eugênio, ele tem que admitir isso, não tem prestígio político para tanto. Isto de posar do lado de Lula e outros figurões não quer dizer que o presidente o conheça, saiba seu nome. É igual tirar foto com artistas. Faz-se a pose e pronto. E o Restaurante Popular? Mais um engodo; depois descobriram que a cidade tinha a população pequena demais para o benefício. E as obras da Jove Soares? REVITALIZAÇÃO DA JOVE SOARES, em alto e bom som! Cadê? A empresa foi embora, fez um servicinho ruim pra danar, que nem acabou e onde foram parar os quase 4 milhões de reais anunciados que seriam gastos na obra? E era a obra que desafogaria o trânsito da "Guimarães"? Coitado, não teve prestígio nem para negociar o fechamento da travessia do trem, coisa que já estava encaminhada por Osmando. E agora, a construção da creche do bairro Garcias pode ter o mesmo destino. Se os trabalhadores não estão recebendo, conforme disse o vereador Alex Artur, é porque a prefeitura não está em dia com a construtora. Daqui a pouco ela fecha a lona e cai fora, como outras fizeram.
Então que os vereadores aprendam a respeitar o povo, seus anseios e suas necessidades e deixem para anunciar apenas na inauguração das obras. Isto se elas não forem feitas de material de quinta como a praça do bairro de Lourdes!
 
06/03/10
CPI
O cuidado com que os vereadores membros da Comissão Parlamentar de Inquérito - CPI estão trabalhando é digno de aplausos. Tudo na mais perfeita legalidade para não correrem o risco de um errinho que seja os faça morrer na praia. O prefeito Eugênio Pinto também tem feito das tripas coração para não ter que ficar na frente dos vereadores, não ter que se explicar. Penso que na verdade ele não tem muito o que explicar e que talvez nem saiba detalhes para levar aos vereadores deste contrato com a Prescon. Não podemos nos esquecer que a turma que estava por detrás dele (e que agora vai saindo de mansinho) é profissional na coisa e talvez até o prefeito não tivesse idéia da dimensão da falcatrua. Inocente, não! Não é isso que falei, ou melhor escrevi. Acho que ele não leu nas entrelinhas e achava que estava tudo certo e que nunca seriam investigados. Vamos torcer para que tudo dê certo. Vamos torcer para que fique provado, sem nenhum dúvida, se eles são ou não corruptos. Seja qual for o resultado, que seja o correto, o justo.
Agora me dá pena é de algumas pessoas que serão ouvidas pela CPI. Imaginem como estão se sentindo diretoras e professoras das escolas onde o projeto de informática deveria ter sido implantado! Coitadas, elas não têm conhecimento de nada do contrato, tiveram apenas suas escolas nomeadas como beneficiadas com computadores, programas etc. O que vão falar diante da CPI? Nada! Apenas não sei, não vi, não recebi. Mas devem estar bastante incertas com que vem por aí.
 
Largou o osso
Finalmente o José Oscar largou o osso. Depois das confusões da última semana, da tensão no Plantão 24 horas, da falta de médicos para a população e também da porção de mentiras que ele vem falando todos estes anos sobre a saúde pública, finalmente ele se foi. Mas não foi para muito longe. José Oscar deve continuar na prefeitura, talvez na Procuradoria ou Controladoria, segundo algumas fontes. Imagino que este tenha sido um acordo entre ele e o prefeito Eugênio Pinto que não devia estar aguentando mais tanto constrangimento por causa da secretaria. E saúde é a primeira coisa, oxalá não seja a única, que a população presta atenção. Não ter acesso a médico, remédio, cirurgia e tratamento é o botão vermelho que se acende para a maioria mostrando que alguma coisa vai mal.
Cristiano pode trazer mais confiança para o povo. Já foi secretário, nunca fez nada de grande relevância na pasta, até porque o ex-prefeito Osmando era mais cuidadoso com a secretaria, mas também nunca fez bagunça com a saúde pública. Se terá voz para impedir que os recursos da saúde sejam usados por outras secretarias, não sei, mas pelo menos a população recobrará a confiança.
 
27/02/10
O meu descanso no sábado à noite foi interrompido com um telefonema denunciando a enorme quantidade de pacientes que estava no plantão 24 horas a espera de atendimento que era feito por um único médico, clínico geral. Quem ligou disse que era o caos e contou ainda que o secretário de Saúde, José Oscar Junior, aparecera por lá, trajado de short.Já falei sobre isto aqui, mas vou repetir. Quando eu era criança e sentava junto ao meu pai para ver o Repórter Esso, ficava imaginando que o Brasil era mesmo um país abençoado. Enquanto a televisão mostrava horrores de guerras no exterior, eu ia dormir feliz porque morava em um país onde reinava a paz. Claro que não era bem assim, as coisas aqui também eram feitas na base da pancadaria, censura, sumiço de pessoas, mas eu não sabia disso e pra mim tudo era paz. Fui crescendo e descobrindo coisas ruins. Acabei por descobrir que o Brasil não era tão pacífico assim e passei a me contentar em ter pelo menos moradia em uma cidade pequena, sem problemas. Ficava triste quando via, até bem poucos anos, notícias na TV onde mostravam pessoas morrendo nas filas de hospitais sem atendimento médico. Mas aqui em Itaúna, não. Aqui você ia ao hospital, ao posto de saúde e sempre encontrava o socorro que fora buscar. E era bom, até que... O PT entrou em nossas vidas.O PT transformou o Brasil. Impulsionado pela estabilidade de nossa moeda, o pais cresceu economicamente. O presidente Lula incrementou nossa indústria e deu algum para o nosso povo comer. E não passou disto. Um desenvolvimento mal planejado. A saúde e a educação ficaram de fora, assim como as estradas, o saneamento básico, a segurança pública. Ai o PT chega a Itaúna e nos transforma em cidade grande. Cidade grande apenas nos malefícios de uma cidade grande. Ruas esburacadas, gente morrendo sem atendimento médico, escolas caindo aos pedaços, cidade descuidada completamente. Não vou entrar no mérito de CPIs, denúncias, nada disso, apenas aquilo que toda a gente vê.De que nos serve ter um hospital regional? Me contem. O Hospital Manoel Gonçalves não ganhou nada com isso, apenas fez crescer o número de pacientes. Todas as melhorias feitas no hospital foram feitas pela Universidade de Itaúna que até CTI Neo Natal nos deu mas ninguém teve competência para fazê-lo funcionar.
Estas características de cidade grande não nos interessa. Se o que temos para nós já é pouco, porque aceitaram dividir sem nenhuma melhoria substancial? Vez ou outra a gente noticia que o hospital vai receber 300, 200 mil reais. Mas isso gente, não é nada. Claro, toda ajuda é bem vinda, mas 300 mil nem arranha as despesas mensais do hospital.Itaúna vai demorar a se livrar do PT, deste PT que aí está. Ainda vamos sofrer uns seis, sete anos nas mãos deles que gostam é de viajar, fazer reuniões, informática de última geração (que não existe na realidade), e agora querem uma UPA...
Mas tudo há de passar e um dia voltaremos a ter as nossas necessidades básicas atendidas. Até lá, que Deus nos ajude!
 
13/02/10
Hoje fiquei até receosa de escrever neste espaço, depois de ver os desmandos de Iris Rodrigues quanto à eleição da associação comunitária do bairro das Graças. Falo que é de Iris porque tenho cópia de documento assinado por ela impugnando a chapa 2. Já falei aqui outras vezes que o prefeito Eugênio Pinto governava acima da lei e da ordem, como se fosse um deus. Mas nem em meus piores pesadelos imaginei que poderia existir alguém com sede maior de poder que o prefeito, que se acha acima de tudo e de todos, do bem e do mal, se acha, enfim, uma deusa poderosa, sem limites de ousadia.
Iris manda e desmanda. Com seu jeitinho educado, mulher bonita, inteligente, manda prender e manda soltar com o mesmo sorriso no rosto. E ela tem uma grande vantagem em cima de Eugênio: Não teve que se estressar em campanha eleitoral, não suou por votos, não se desgatou. Chegou, encontrou tudo pronto e se pos a governar. A princípio até acreditamos que ela poria rédeas na administração (aquela história de achar que toda mulher é mais sensível que os homens), mas a esperança durou pouco. Os elogios que fizemos e que ouvíamos foram rareando e hoje tudo que sabemos são notícias de desamandos.
Hora de agirmos. O Ministério Público não pode, jamais, permitir que a situação da associação do bairro das Graças seja esquecida. As eleições no bairro precisam acontecer porque o povo tem direito de escolher. A democracia não pode ser jogada de lado.
 
Esperança?
Finalmente uma luz no fim do túnel no que se refere à corrupção neste país. Finalmente a Justiça resolveu fazer seu papel e
os ministros da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandaram prender o governador Arruda. Cara de pau, nega veementemente as cenas que já sabemos de cor do seu envolvimento no esquema de corrupção de Brasília.
Tomara que esta prisão seja o começo do fim da impunidade no Brasil. E não me venha o Lula dizer que somente depois de seu governo é que a corrupção foi denunciada neste país. Que nda, é que só depois de seu governo que os corruptos perderam o pouco que tinham de vergonha na cara e passaram a nos roubar descaradamente. Virou uma bagunça este páis. Todo mundo acha que pode levar vantagem em alguma coisa, mandar, desmandar, roubar, atropelar direitos. Vejam o caso do MST. De sem terra passaram a bandidos. Vejam o caso da primeira dama de Itaúna, de modelo e estilista virou deusa toda poderosa passando por cima de tudo e de todos.
Assim como o caso de Brasília Itaúna também merece uma limpa na prefeitura, colocando cada qual no seu lugar e o povo soberano.
 
06/02/10
Denúncia na Educação
Sobre a nota de esclarecimento que publicamos abaixo há de se deixar claro que nós não a recebemos. Um outro meio de comunicação nos repassou e achamos por bem publicar já que toda história tem seus dois lados. 
Mas não dá só para publicar e pronto. É preciso já de vez responder a resposta. 
Sobre a denúncia, quem leu o texto com atenção, viu que o professor nos pede para verificar os fatos, nos aprofundarmos no assunto. Mas não o fizemos porque este é o trabalho de nossos vereadores, que aliás são muito bem pagos para tal. Sobre o anonimato, não para nós, para os nossos leitores, a causa é a perseguição. Numa administração com tanta perseguição a servidores, perseguição denunciada sempre neste jornal e até mesmo na Câmara de Vereadores, quem em sã consciência assinaria publicamente qualquer denúncia? É preciso sim apurar de forma rigorosa como afirmam que farão, mas a resposta depois da apuração pode ser dada através do jornal mesmo. E depois, cobrar de uma pessoa o fato dela querer se preservar não é o exemplo que esta administração tem dado quando, por inúmeras vezes, o prefeito Eugênio Pinto se escondeu para não ter que dar declarações nas também inúmeras CPIs que investigaram e investigam seu governo.
 
Eleição no bairro das Graças
Na semana passada falei aqui que tudo que cheira a dinheiro atrai nosso prefeito e nossos secretários. Mas é mais que isso e nem é só poder. Cada vez mais a gente tem o direito de pensar que tudo que imaginamos que está acontecendo não é nada do que um dia ainda vamos ter conhecimento. Isso, se um dia a gente conseguir desvendar tantos segredos que povoam o prédio da prefeitura.
Em um jornal, não sei se no Brexó ou se na Folha do Povo, li que a primeira dama e chefe de Gabinete, Íris Rodrigues, desmentia qualquer intervenção dela mesma ou de Eugênio na eleição da diretoria da associação comunitária do bairro das Graças. Mas é claro que há sim interesse de que a associação continue nas mãos de sempre, ou seja do prefeito. Eugênio, que eu saiba, sempre se apresentava como presidente de associação, mas ao que me consta nunca foi eleito para tal, era sempre um vice ou alguma outra coisa. Mas era quem comandava, seja fazendo um bom trabalho ou não. Hoje vê-se claramente que a aparição de uma nova chapa na disputa preocupa o governo municipal. Mas preocupa porque? Nenhum nome nesta chapa tem qualquer coisa que o denigra. A preocupação não pode ser com o destino do bairro porque este tipo de cuidado o prefeito não tem mesmo, nem com o bairro nem com a cidade. Então podemos pensar que todo este empenho em impugnar a chapa em questão seria o medo? Medo de que os novos ocupantes da direção da associação descubram coisas que não deveriam? É o que me dou o direito de pensar depois de ver tal desespero para evitar que o controle saia das mãos de Eugênio.
Sei que grande parte do bairro das Graças lê este jornal e este espaço. Portanto peço a estes leitores que não deixem de participar da escolha daqueles que poderão trazer melhorias para o bairro. Se do jeito que vem sendo não trouxe nada de novo, temos agora opção para mudar. Não será uma tinta na pracinha do bairro que nos convencerá que tudo vai muito bem.
 
30/01/10
Mas que coisa, hein? Nada, dinheiro nenhum é suficiente para esta administração municipal. Um saco sem fundo, diria minha mãe. Recursos da saúde, descontos em folha, tudo que parece dinheiro, pode ser usado para cobrir o que não deveria. É uma vergonha imaginar que as parcelas de descontos de empréstimos consignados dos servidores foram usadas pela prefeitura.
Como podem ignorar tanto as pessoas do povo e os servidores? Como podem dormir sem ficar pensando naquelas pessoas que estão doentes e que por causa deles não conseguem socorro médico? Como podem andar dentro da prefeitura, encarar os servidores a quem causaram constrangimento?
Alguém, seja o Ministério Público, seja a Polícia Federal, seja o Tribunal de Contas, o Legislativo, seja o que ou quem for, precisa nos contar o que de fato e de verdade está acontecendo nas finanças do município. Qual o verdadeiro tamanho do rombo? Porque é claro que tem um rombo enorme, senão essas ninharias que são descontadas nos salários dos servidores não abririam tanto o apetite da administração da prefeitura.
Muito mistério e muita lenda rondam a prefeitura de Itaúna. E tudo é muito bem controlado. Para exemplificar o que digo, vejam a dança das cadeiras do secretariado. Eugênio não nomeia nenhuma pessoa diferente para seu secretariado. Fica apenas trocando as pastas entre eles. Aí a gente pode até se perguntar: será que é para não permitir que mais pessoas tenham conhecimento de possíveis falcatruas? Assim ficaria todo mundo unido, ninguém denunciaria ninguém que esteve naquela pasta antes, porque afinal ele também deixou para trás uma pasta cheia de irregularidades.
O que existe de verdade quando, recentemente, o secretário de Saúde, José Oscar, que todos os dias está prestes a cair e nunca cai, disse entre “amigos” que ele não caía porque se caísse leva muita gente junto?
Por que, apesar da arrecadação do nosso município não ser nada desprezível, não se constrói nada na cidade? Não se termina coisas a que deram início? Por que os compromissos financeiros estão sempre atrasados como estão com a Conspuri? E não adianta negar este atraso porque a fonte da informação é a própria empresa. O pagamento estava previsto para o dia 26, mas não sabemos se foi honrado.
E o gato? Quem é o gato?
 
23/01/10
Prefeitura leilou caminhões e agora precisa contratar 
Saiu publicado na edição de número 710, do jornal oficial do município, o termo de dispensa de licitação para contratação de empresa pela prefeitura de Itaúna para locação de caminhões com motoristas, para “Execução de serviços com reparos em estradas vicinais em caráter emergencial, num total de 440 horas". A prefeitura vai pagar R$ 45.584,00 por um contrato com a empresa Transportes J. Queiroz Itaúna LTDA, ou seja R$ 103,60 a hora. Há muitos meses o colunista Emerenciano vem denunciando neste jornal que vários veículos entre carros, caminhões e maquinários estavam parados no Canteiro de Obras. Estes veículos, segundo a fonte de Emereciano, precisavam apenas de manutenção e de peças baratas para voltar a prestar serviço. Não tivemos notícia de que um vereador sequer tenha ido ao Canteiro de Obras verificar a informação. Os veículos, vários deles, foram a leilão. Se as informações dadas a Emereciano fossem ouvidas e se os vereadores fossem fiscalizar a denúncia, é possivel que hoje, com bem menos de R$ 45 mil, colocar muitos caminhões fazendo este trabalho para qual foi contratada a empresa. Os vereadores estão às voltas com CPIs, tentando de qualquer forma cassar o mandato do prefeito, mas todo mundo sabe que isto pode vir a acontecer, mas a possibilidade é bem remota. Que continuem com as CPIs, mas não deixem de fiscalizar outras coisas como leilões, como patrimônio da cidade jogado às baratas. Aproveitando aqui, os nossos vereadores, todos, sem tirar um só da lista, deviam aprender a ler jornais da cidade. Lêem um ou dois e se esquecem dos outros. E muitas vezes são nestes outros que estão as dicas para ajuda-los no seu trabalho. Mas parece que eles têm preguiça de ler, se for assim, mandem os assessores lerem e marcar com caneta onde existe a possibilidade de uma irregularidade. Se for pão durisse de assinar jornais, e isto eu tenho certeza, acessem a internet. Se não sabem acessar, mandem os assessores, mas fiquem de olho em todas as notícias. Não deixem nosso patrimônio jogado fora, e não são apenas gastos de milhões de reais que precisam de fiscalização. Cada centavo gasto tem que ser fiscalizado. Isto aqui era para ser uma matéria, mas quando vou escrevendo vai me dando uma ojeriza deste povo todo que não consigo ficar sem dar minha opinião e aí vira Observatório. Estes vereadores ganham tão bem e na minha opinião, andam fazendo muito pouco. O que de melhor fazem é política. Política em benefício próprio, disputando espaço dentro do Legislativo. Gostam mesmo é de ficar dando nome de eleitor para ruas e praças, ficar pedindo calçamento, conserto de tela, boca de lobo, pracinha... Deviam antes era assegurar que os recursos para estas melhorias para a comunidade não faltem. Que povo mais sem noção!
 
16/01/10
Mas a que papel tem se prestado a Balbina Tristão! O que as pessoas não fazem por um emprego? E não é só por emprego público não! Muitas pessoas também se prestam a um papel parecido, de completa falta de ética, fazendo tudo que os patrões mandam, só para se garantir empregado. É lastimável, mas infelizmente pessoas com pouco ou nenhum preparo para conseguir outro emprego acabam se sujeitando a tais papéis.
Mas a Balbina vivia toda semana na Câmara acusando o prefeito Eugênio Pinto de todas e mais algumas irregularidades na sua administração. Era até chato. Ficou tão chato que teve um época que ela chegou a ser cortada da Tribuna Livre, porque passou a abusar. Até uma folha que caía torta num jardim lá estava a Balbina reclamando na Câmara e colocando a culpa no Eugênio.
De repente a moça sumiu e soubemos que tinha arranjado a famosa boquinha na folha de pagamento da prefeitura. Nunca mais foi vista reclamando de coisa alguma. A moça tirou o uniforme de defensora da ética na política, dos oprimidos cidadãos itaunenses e ficou quieta no seu canto. Até que...
Até que, com saudades dos flashes da imprensa, dos acalorados discursos, ela voltou. Mas com o gatilho disparado para outro lado. Desta vez o alvo de suas denúncias seria o presidente da Câmara, Antônio Miranda, que hoje é oposição ao prefeito municipal. Balbina acusa o presidente de ter pago coisas que não deveria pagar, vales transportes, coisas assim. Parece que tal acusação era a princípio documentos nas mãos do vereador Delmo Barbosa, que repassou para Pedro Paulo, vice prefeito e daí cairam nas mãos da Balbina ou foram entregues e explicados a ela com possível sugestão de voltar a frequentar a Tribuna Livre para denunciar o caso. Se a denúncia tem fundamento ou não, ainda não sabemos, mas que a Balbina agrada e muito ao prefeito fazendo as acusações, não há dúvida.
Talvez tenha sido o próprio prefeito que, de posse da documentação, tenha intimado a garota. De qualquer forma a Balbina sabe que a administração continua do mesmo jeito de quando ela foi gentilmente convidada a fazer parte dos valorosos defensores do prefeito, mas a mordaça faz parte do uniforme.
 
Lá vem o Delmo
Parece que vamos ver novamente as mesmas cenas patéticas promovidas pelo vereador Delmo Barbosa no seu mandato como presidente da Câmara, em 2003/05.
Na época, nos dois primeiros anos de mandato 2001/02, o presidente daquela Câmara, Silmar Moreira, teve cada passo seu vigiado de perto por Delmo. Bastou Silmar entregar a presidência e Delmo assumir que começaram as denúncias. Silmar sofreu nas mãos do vereador até que fosse inocentado de todas as denúncias. Mas verdade seja dita, o mal à carreira de Silmar naquele ano já havia sido feito.
Agora Delmo vem colecionando coisinhas que, segundo ele, comprometem o atual presidente da Câmara. Ainda não mostrou nada, mas diz que tem. No próximo ano, se for eleito presidente da Câmara, vai com certeza, fazer de tudo para instalar CPI, vai fazer acusações etc.
 
02/01/10
Decoração de natal da Conspuri
Já está passando da hora de acabar com esta brincadeira com empresa de coleta pública. No final vai todo mundo ficando sem vergonha, desleixado com o serviço. Tem que fazer uma licitação. É inadmissível que em cinco anos de governo a adminstração muncipal não tenha dado conta de fazer uma licitação para o serviço.
É preciso cobrar mais serviço pelo preço que pagamos. E a empresa cobrar mais de seus funcionários, exigir que façam a coisa direito. Imaginem vocês que o lixo colocado para coleta (molhado) , na minha rua, na quarta-feira que antecedeu o natal, só foi recolhido no sábado. A gente reclama e eles acham que estamos mentindo, enchendo a paciência deles. Mas conversem em vários pontos da cidade. Aconteceu pra todo lado este absurdo. E os funcionários ainda têm a cara de pau de deixar cartãozinho pedindo dinheiro de presente de natal. Ora, ora, ora... Não fazem por merecer.
Passa da hora do Ministério Público exigir que a licitação seja feita e dentro de pouco prazo porque senão os vícios do mau serviço continuarão.
 
Tuberculose na cadeia
O secretário de Saúde, José Oscar, desmentiu que a morte recente na cadeia de Itaúna tenha sido provocada pela tuberculose. Pode até ser que ele esteja certo. Mas os presos da cadeia estão cheios de doenças, entre elas a aids e a tuberculose. Todo mundo sabe disto. A falta de higiene no local provoca todos os males possíveis. Enquanto ficam guerreando por ai, quem vai trazer o presídio, quem tem mais força dentro do Estado, os presos e seus familiares sofrem muito com a situação. Mesmo um assassino tem direito de cumprir sua pena, pagar pelo seu erro em lugar, no mínimo, limpo. Tem direito de dormir em uma cama. Espero que cadeia, presídio ou penitenciária não seja assunto de palanque deste ano. Precisamos é de ação de verdade.
 
Ano Novo
Antes de desejar boas festas para os nossos leitores, quero agradecer a eles e aos anunciantes por nos deixarem em circulação por mais um ano. Se não fosse o apoio de vocês, a confiança em nosso trabalho, não estaríamos aqui. Sem demagogias, vocês sabem que é assim mesmo. Jornal só existe porque existe anunciante e assinante.
Agora os desejos: Trabalho para todo mundo. Alegrias, felicidades, amores. Muita coisa boa, muita diversão também. Muito dinheiro ou pelo menos o que dá para viver com dignidade.
Deixei saúde por último porque vamos precisar muito dela no próximo ano. Aguentar Eugênio Pinto, Neider Moreira, Eleições, CPIs e a Copa do Mundo! É. Boa sorte para todos nós!